O USO DO CUANDO EM ESPANHOL: UM ESTUDO QUANTI-QUALITATIVO

  • Gisele Benck de Moraes
  • Paulo Fernando Marques Duarte Filho
Rótulo Subjuntivo; espanhol; instruções.

Resumo

Neste estudo, examinamos os benefícios da intervenção instrucional na aprendizagem do presente do subjuntivo em espanhol, principalmente do uso de cuando, como conhecimento explícito ou implícito a partir da análise do desempenho dos participantes em algumas atividades: múltipla escolha, respostas controladas, preenchimento de lacunas, descrição de imagem e criação de histórias. Esses instrumentos fizeram parte dos pré-testes, pós-testes imediatos e pós-testes postergados. Integraram a pesquisa 12 estudantes de um curso de Letras de uma universidade privada. Para fins de tratamento estatístico, foram realizados o teste de Shapiro-Wilk e o teste não paramétrico de Kruskal-Wallis. A intervenção instrucional contou com uma série de estratégias pedagógicas, a saber: instrução explícita indutiva e dedutiva, de natureza isolada, práticas controladas e atividades de instrução implícita. Os resultados apontaram que a intervenção instrucional ocasionou benefícios, manutenção e durabilidade na aprendizagem e uso do cuando no presente do subjuntivo em espanhol.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-11-16
Como Citar
Gisele Benck de Moraes, & Marques Duarte Filho, P. F. (2021). O USO DO CUANDO EM ESPANHOL: UM ESTUDO QUANTI-QUALITATIVO . Revista De Estudos Híbridos Na Área Da Linguagem, 2(01), 53-68. Recuperado de https://periodicos.unipampa.edu.br/index.php/REHAL/article/view/108703
Seção
Artigos