DESCRIÇÃO DO MERCADO INTERNACIONAL E BRASILEIRO DE CARNE BOVINA NO PERÍODO DE 2008 A 2017

Artigo principal Conteúdo

Ivan Carlos Vargas Stein
Leandro Gabriel Flamino
Luciane Dittgen Miritz

Resumo

O presente estudo revela que a produção e exportação da carne bovina brasileira alcançou em 2017, o posto de número um em relação aos produtores mundiais. A produção nacional amadureceu a ponto de atender as exigências internacionais de países cuja importação se dá somente acolhendo tais barreiras comerciais. Dessa forma, o Brasil exporta em cinco modalidades diferentes, para 194 países no mundo, onde se tem a carne bovina In Natura como a principal característica de exportação na qual na remuneração dessa, retornam mais valores monetários do que em outras modalidades postas em negociação internacional. A pesquisa foi feita através de método exploratório, documental e descritivo. Hoje a cada cinco quilos produzidos e consumidos mundialmente, tem-se que um quilo é de origem brasileira. Pode-se esperar que com a ascensão brasileira atinja-se o posto de maior produtor e maior exportador mundial, projeta-se que a cada cinco quilos de carne produzida e consumida no mundo, dois quilos serão de origem nacional. Dessa maneira, tem-se que o Brasil é, hoje, o maior player mundial do setor onde a diversidade brasileira na comercialização do produto, é um ponto positivo considerável para atingir números expressivos no cenário internacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do Artigo

Como Citar
VARGAS STEIN, I. C.; GABRIEL FLAMINO, L.; DITTGEN MIRITZ, L. DESCRIÇÃO DO MERCADO INTERNACIONAL E BRASILEIRO DE CARNE BOVINA NO PERÍODO DE 2008 A 2017. Revista Científica Agropampa, v. 1, n. 1, p. 1-14, 13 fev. 2020.
Seção
Artigos