Medeia e o Coro feminino: domesticidade do feminino

Artigo principal Conteúdo

Darcylene Pereira Domingues Darcylene Pereira Domingues
Jussemar Weiss Gonçalves

Resumo

O artigo aqui apresentado destina-se a tecer algumas críticas a respeito dos versos proferidos pela personagem Medeia e o Coro de mulheres coríntias na tragédia de Eurípides. Para tanto utilizamos como método de análise histórica da fonte a categoria de gênero, aqui escolhida como uma lente para interpretação da fonte. Nesse sentido, a partir da leitura de gênero pretendemos demonstrar alguns pontos fundamentais no discurso da personagem, assim como também a reciprocidade construída entre ela e o Coro durante a encenação teatral. A partir dos poucos versos selecionados evidenciamos a construção de uma modelo de sociedade androcêntrica amplamente criticado por Medeia em suas falas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do Artigo

Como Citar
DARCYLENE PEREIRA DOMINGUES, D. P. D.; WEISS GONÇALVES, J. Medeia e o Coro feminino: domesticidade do feminino. Alétheia - Estudos sobre Antiguidade e Medievo , v. 1, n. 1, p. 16, 7 mar. 2021.
Seção
Artigos