O SISTEMA DE TRANSPORTE E ESCOAMENTO DA PRODUÇÃO DE GRÃOS: UM DESAFIO À COMPETITIVIDADE DO AGRONEGÓCIO MATO GROSSENSE

Artigo principal Conteúdo

Maiara Souza
Amanda Leite Pardiola
Leticia Freitas Cavequia
Gustavo Teixeira Xavier
Karla Mara Santos
Elizandra Marisa Zambra

Resumo

Como a logística de transporte pode interferir na competitividade do agronegócio mato-grossense? Os objetivos deste trabalho são analisar como as deficiências do sistema de transporte e escoamento da produção de grãos impactam na competitividade do agronegócio Mato Grossense. Neste sentido, é imprescindível conhecer a estrutura logística disponível no pais, realizando uma análise bibliográfica e da infraestrutura de transporte existente, a fim de identificar as melhores opções para o escoamento da safra. Para o mercado interno a contabilização dos custos com transporte tem por consequência o aumento do preço dos grãos e consequentemente a queda na competitividade quando comparada a produção vinda dos locais que estão mais próximos ao mercado consumidor. Observados estes fatores fica claro que a relação direta entre os custos com transporte e a competitividade dos produtos agrícolas, visto que a vantagens só serão percebidas se houver um sistema logístico eficiente. Assim, o aproveitamento do potencial agrícola brasileiro, que é elevado, está diretamente relacionado à disponibilidade e à qualidade da infraestrutura logística existente e aos custos dela decorrentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do Artigo

Como Citar
SOUZA, M.; LEITE PARDIOLA, A.; FREITAS CAVEQUIA, L.; TEIXEIRA XAVIER, G.; SANTOS, K. M.; ZAMBRA, E. M. O SISTEMA DE TRANSPORTE E ESCOAMENTO DA PRODUÇÃO DE GRÃOS: . Revista Científica Agropampa, v. 1, n. 1, 16 jul. 2019.
Seção
Artigos