OS EFEITOS DA IMPLEMENTAÇÃO DA ESTRATÉGIA DA SAÚDE DA FAMÍLIA (ESF) NA CIDADE DE SANT’ANA DO LIVRAMENTO – RS

Artigo principal Conteúdo

Jonny Beatto Nunes
Isabela Braga da Matta

Resumo

Com o objetivo de aprimorar e atualizar o sistema de saúde da cidade de Sant'Ana do Livramento-RS, foi implementado em junho de 2014 o Programa de Estratégia da Saúde da Família buscando suprir algumas necessidades de melhorias e descentralização que o município vinha passando. Passados 5 anos este estudo foi feito com o intuito de analisar os efeitos da implementação da Estratégia da Saúde da Família na cidade de Sant’Ana do Livramento – RS, e verificar se o programa funcionou e ajudou a cidade a atender seus objetivos relacionados à saúde e se houve aceitação e concretização do novo programa perante os profissionais. Consiste em um estudo de caso com abordagem qualitativa, para a análise foi feita uma triangulação de dados que demonstrou que vários dos objetivos iniciais da implementação foram atingidos, como a cobertura populacional por conta das Estratégia da Saúde da Família e dos Agentes Comunitários de Saúde , também o fluxo elevado de atendimento dos serviços de emergência reduziram bastante. Porém há vários pontos que ainda não se concretizaram ou estão em fase de construção, como por exemplo, áreas que ainda não contam com cobertura de ESF’s ou equipes que não possuem 100% de seu efetivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do Artigo

Como Citar
BEATTO NUNES, J.; BRAGA DA MATTA, I. OS EFEITOS DA IMPLEMENTAÇÃO DA ESTRATÉGIA DA SAÚDE DA FAMÍLIA (ESF) NA CIDADE DE SANT’ANA DO LIVRAMENTO – RS. Revista Estratégia e Desenvolvimento, v. 4, n. 2, 8 jan. 2021.
Seção
Artigos resultados de TCC

Referências

ARANTES, L. J.; SHIMIZU, H. E.; HAMANN, E. M. Contribuições e desafios da Estratégia Saúde da Família na Atenção Primária à saúde no Brasil: revisão da literatura. Ciência & Saúde Coletiva, 21(5):1499-1509, 2016.
BARROS, S. G.; CANGUSSU, M. C. T.; CRUZ, D. N.; SILVA, L. O. R; RONCALLI, A. G. Impacto da implantação das equipes de saúde bucal na Estratégia Saúde da Família em dois municípios do estado da Bahia. Revista. Saúde Coletiva. UEFS, Feira de Santana, 6(2): 37-42, dezembro, 2016.
BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988.
BRASIL. Decreto nº7.508, de 28 de junho de 2011. Regulamenta a Lei no8.080, de 19 de setembro de 1990, para dispor sobre a organização do Sistema Único de Saúde-SUS, o planejamento da saúde, a assistência à saúde e a articulação interfederativa, e dá outras providências. Brasília, DF, 28 de junho. 2011.
BRASIL. LEI Nº 8.080, DE 19 DE SETEMBRO DE 1990. Disponível em: . Acesso em: 17/03/2019.
BRASIL. LEI Nº 8.080, DE 19 DE SETEMBRO DE 1990. Disponível em: . Acesso em: 22/03/2019.
BRASIL. LEI Nº 8.080, DE 19 DE SETEMBRO DE 1990. Disponível em: . Acesso em: 07/04/2019.
CABRAL, K. F. D.; BATISTA, R. S. B.; FERREIRA, M. A. M; CERQUEIRA, F. R. Análise da Eficiência na Atenção Primária à Saúde sob a Ótica dos Profissionais da Área. Revista de Gestão em Sistemas de Saúde – RGSS. Vol. 5, N. 2. julho / dezembro. 2016.
CARDOSO, A. V. L.; CHAIN, A. P. N.; MENDES, R. I. P.; FERREIRA, E. F.; VARGAS, A. M. D.; MARTINS, A. M. E. B. L.; FERREIRA, R. C. Avaliação da gestão da Estratégia Saúde da Família por meio do instrumento Avaliação para Melhoria da Qualidade em municípios de Minas Gerais, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, 20(4):1267-1284, 2015.
CARRER, A.; TOSO, B. R. G. O.; GUIMARÃES, A. T. B.; CONTERNO, J. R.; MINOSSO, K. C. Efetividade da Estratégia da Saúde da Família dm unidades com e sem Programa Mais Médicos em município do oeste do Paraná, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, 2016.
CEBES - Centro Brasileiro de Estudo de Saúde. Saúde em debate. Revista do Centro Brasileiro de Estudos de Saúde, volume 41, nº especial 3. Rio de Janeiro, set, 2017.
COSEMS-RS. Atenção Básica, mas essencial! Revista COSEMS – RS, ano 5- edição 7, maio de 2014.
CRUZ, J. S.; ALMEIDA, P. F.; FIGUEREDO, A. H.; SANTOS, A. M. Avaliação do acesso à Estratégia Saúde da Família na perspectiva dos usuários no município de Santo Antônio de Jesus-Bahia, Brasil. Revista de Salud Pública. Volumen 19 (5):641-648, outubro,2017.
Departamento de Atenção Básica. Portal BI. Disponível em: Acesso em: 17/09/2019.
Gil, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. - São Paulo: Editora Atlas, 2002.
GOULARTE, J.; FURLAN, C.; FORGIARINI, D.; RIVERO, S.; MINHO, C. Construção do Plano Municipal de Saúde do Município de Santana do Livramento – RS. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão (SIEPE), 2010.
LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Metodologia científica. 2. ed. Versão ampliada. São Paulo: Atlas, 1991.
Lucchese, P.T.R; Aguiar, D.S.; Wargas, T.; Lima, D.L.; Magalhães, R.; & Monerat, G.L. Políticas públicas em Saúde Pública. São Paulo: BIREME/OPAS/OMS, 2004.
MALTA, D. C.; SANTOS, M. A. S.; STOPA, S. R.; VIEIRA, J. E. B.; MELO, E. A.; REIS, A. A. C. A cobertura da estratégia de Saúde da Família (ESF) no Brasil, segundo a Pesquisa Nacional de Saúde, 2013. Ciência & Saúde Coletiva, 21(2):327-338, 2016.
MINAYO, M. C. S. Introdução. In: Minayo, M. C. S.; Assis, S. G.; Souza, E. R. (Org.). Avaliação por triangulação de métodos: Abordagem de Programas Sociais. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2010. pp. 19-51.
MINISTÉRIO DA SÁUDE. Portal DATASUS: Taxa de Mortalidade Infantil Ficha de qualificação. Disponível em: . Acesso em: 06/12/2019.MINISTÉRIO DA SAÚDE. Sistema Único de Saúde (SUS): princípios e conquistas/ Ministério da Saúde, Secretaria Executiva. Brasília: Ministério da Saúde,2000.
MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO. UBS – Unidade Básica de Saúde. (n.d.)Disponível em: . Acesso em: 17/03/2019.
MINISTÉRIO DA SAÚDE. Política Nacional de Atenção Básica. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. – Brasília: Ministério da Saúde, 2012.
MINISTÉRIO DA SAÚDE. Portaria nº 2.488/GM/MS, de 24 de outubro de 2011. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes e normas para a organização da Atenção Básica, para a Estratégia Saúde da Família (ESF) e o Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS). Brasília: Ministério da Saúde, 2011.
MINISTÉRIO DA SAÚDE. Revista Brasileira Saúde da Família. Ano 15, número 38-39, maio/dez, 2014.
MOTTA, L. C. S.; BATISTA, R. S. Estratégia da Saúde da Família: Clínica e Crítica. Revista Brasileira De Educação Médica. Vol.39, n.2, pp.196-207. 2015.
NUNES, A. A.; FLAUSINO, J. M.; SILVA, A. S.; MELLO, L. M. Qualidade da Estratégia da Saúde da Família: comparação do desempenho de municípios de pequeno e grande porte. Saúde Debate. Rio de Janeiro, v. 38, n. 102, p. 452-467, jul.-set 2014.
RAMOS, M. P.; SCHABBAT, L. M. O estado da arte da avaliação de políticas públicas: conceituação e exemplos de avaliação no Brasil. Revista de Administração Pública — Rio de Janeiro 46(5):1271-294, set./out. 2012.
REIS, D. O.; ARAUJO, E. C.; CECÍLIO, L. C. O. Políticas públicas de saúde no Brasil: SUS e pactos pela saúde. Especialização em Saúde da Família. Módulo Político Gestor, 2012.
SCHIMITH, M. D.; BRÊTAS, A. C. P.; SIMON, B. S.; BRUM, D. J. T.; Alberti, G. F.; Bidó, M. L. D.; Gomes, T. F. Precarização e fragmentação do trabalho na Estratégia Saúde da Família: impactos em Santa Maria (RS). Trabalho, Educação e Saúde. Vol. 15, núm. 1, 2017, pp. 163-182 Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio.
SECCHI, L. (2013). Políticas públicas: conceitos, esquemas de análise, casos práticos. 2.ed. São Paulo: Cengage Learning,2013.
SECRETARIA DA SAÚDE. Atenção Básica ou Primária - Principal porta de entrada para o Sistema Único de Saúde (SUS). SECRETARIA DE SAÚDE, 2016. Disponível em:.
SECRETARIA DA SAÚDE – RS. Portal BI Saúde. Departamento de Gestão da Tecnologia da Informação, Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Disponível em:. Acesso em:19/04/2019.
SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE DO RIO GRANDE DO SUL. Informativo da Atenção Básica do RS Mais Saúde da família para o RS. Nº 01/2014. Secretaria Estadual de Saúde, 2014.
SOUZA, M.F.; HAMANN E.M. Programa Saúde da Família no Brasil: uma agenda incompleta? Ciência & Saúde Coletiva. 14(Supl. 1):1325-1335, 2009.
SOUZA, C. Políticas Públicas: uma revisão da literatura. Sociologias. Porto Alegre, ano 8, nº 16, p. 20-45, jul./dez 2006.
STARFIELD, B. Atenção primária: equilíbrio entre necessidades de saúde, serviços e tecnologia. Brasília: UNESCO/ MS; 2002.
YIN, R. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.
ZANELLA, L. (2009). Metodologia de estudo e de pesquisa em administração. Florianópolis: Departamento de Ciências da Administração / UFSC; [Brasília]: CAPES: UAB, 2009.