A Construção de uma Agenda de Segurança e Defesa da CPLP o Brasil e a Operação Felino

Artigo principal Conteúdo

Lauriane Cruz Aguirre

Resumo

O presente artigo buscou realizar uma análise sobre a institucionalização dos conceitos de segurança e defesa na CPLP. Com o objetivo de compreender as medidas adotadas nesta matéria, especificamente por meio da aplicação da Operação Felino e na contribuição brasileira neste domínio, desde a criação da Comunidade, em 2000. Como uma Instituição de caráter recente e com um quadro de Estados-membros heterogêneo, questionou-se como o Brasil está inserido neste processo da construção de um pensamento e resposta conjunta em matéria de segurança e defesa. A hipótese adotada neste artigo reside na observação das experiências adquiridas pelo Brasil no âmbito Internacional, como um fator contribuidor para o adensamento da temática de defesa e segurança na CPLP. Esta análise teve como embasamento teórico a abordagem de Sociedade Internacional, identidade e compartilhamento de normas fornecido pela Escola Inglesa das Relações Internacionais. Neste contexto, o método utilizado foi o hipotético-dedutivo, em uma leitura qualitativa do fenômeno de institucionalização, operacionalização e contribuição brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do Artigo

Como Citar
CRUZ AGUIRRE, L. A Construção de uma Agenda de Segurança e Defesa da CPLP . Cadernos de Relações Internacionais e Defesa, v. 2, n. 3, p. 94-113, 3 dez. 2020.
Seção
Artigos