POLÍTICAS PÚBLICAS BASEADAS EM EVIDÊNCIAS NO CONTEXTO BRASILEIRO: UMA REVISÃO DE LITERATURA

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Caroline Santos da Rosa
https://orcid.org/0000-0003-4096-0383
Augusto Junior Clemente
https://orcid.org/0000-0002-9934-1694
Ronaldo Bernardino Colvero
https://orcid.org/0000-0003-2958-8656
Daniela Alves Cardeal dos Santos
https://orcid.org/0000-0001-9582-4106

Resumo

Este trabalho tem como objetivo, primeiramente, fazer uma discussão referente aos modelos de gestões no Brasil que são: patrimonialismo, burocrático e gerencial. Abrindo uma discussão para um novo modelo baseado em evidências, voltado para políticas públicas, modelo este que já está sendo discutido no Brasil, ainda de forma incipiente, porém, a política pública de saúde já vem adotando para intervir e resolver problemas públicos. A metodologia usada é uma revisão de literatura, com intuito de levantar uma discussão sobre o que autores vem problematizando sobre esse modelo de gestão. Para desenvolvimento da revisão foi utilizada a base eletrônica de dados Scopus. Pode-se concluir que o Brasil deve avançar mais em suas discussões, assim como a Saúde utiliza evidências cientificas, para implementação, monitoramento e avaliação de políticas públicas, outras áreas podem ter grandes resultados e êxitos na administração pública se utilizarem-se da ciência. Contudo, ainda há desafios a serem superados pelos políticos, burocratas e até mesmo no meio acadêmico de proporcionar cada vez mais revisões sistemáticas que irão contribuir com as tomadas de decisões públicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
SANTOS DA ROSA, C.; CLEMENTE, A. J.; BERNARDINO COLVERO, R.; ALVES CARDEAL DOS SANTOS, D. POLÍTICAS PÚBLICAS BASEADAS EM EVIDÊNCIAS NO CONTEXTO BRASILEIRO: UMA REVISÃO DE LITERATURA . Missões: Revista de Ciências Humanas e Sociais, v. 7, n. 3, p. 144-155, 9 fev. 2022.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Caroline Santos da Rosa, Universidade Federal do Pampa

Assistente Social na Prefeitura Municipal de São Borja RS. Mestranda no mestrado profissional em Políticas Públicas pela Universidade Federal do Pampa.

Augusto Junior Clemente, Universidade Federal do Paraná

Doutor em Ciência Política, professor adjunto da Universidade Federal do Paraná, atuando no Programa de Pós-Graduação em Ciência Política (PPGCP-UFPR) e no bacharelado em Administração Pública. Também é professor do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas da Universidade Federal do Pampa (PPGPP-UNIPAMPA) e editor associado da Revista de Sociologia da UFPR. Currículo: http://lattes.cnpq.br/8832541374007105. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-9934-1694

Ronaldo Bernardino Colvero, Unipampa

Doutor em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2009). Atualmente é professor associado na Universidade Federal do Pampa, atuando no curso de Ciências Sociais - Ciência Política e Licenciatura em Ciências Humanas e Direito e docente permanente nos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu de Políticas Públicas da Universidade Federal do Pampa e de Memória Social e Patrimônio, da Universidade Federal de Pelotas. Currículo: http://lattes.cnpq.br/3017947075069963. ORCID: https://orcid.org/0000-0003-2958-8656

Daniela Alves Cardeal dos Santos, LAR - Grupo de Pesquisa do Laboratório de Análises de Redes/UFPR

Daniela Alves Cardeal dos Santos Mestre em Desenvolvimento Territorial Sustentável /UFPR Pesquisadora do Grupo de Pesquisa do Laboratório de Análises de Redes/UFPR. Currículo: http://lattes.cnpq.br/6733290992002981. ORCID: https://orcid.org/0000-0001-9582-4106

Referências

ALMEIDA, Nélia França de; MARTINS, Samuel Lopes. A importância da gestão integrada na Administração Pública. Trabalho Conclusão de Curso. Universidade Federal Fluminense, 2017. Disponível em: https://app.uff.br/riuff/bitstream/1/3392/1/N%C3%A9lia%20Fran%C3%A7a%20-%20Samuel%20Lopes.pdf. Acesso em: 11/01/2021.
ARAGAO. Cecília Vescovi de. Burocracia, eficiência e modelos de gestão pública: um ensaio. Revista do Serviço Público, ENAP, Brasilia,1997.
BEATO, Claúdio; Filho, SILVEIRA, Andréa Maria. Efetividade e Avaliação em Programas de Prevenção ao Crime em Minas Gerais. Artigo Estratégico. Rio de Janeiro, 2014. Disponível em: https://igarape.org.br/wp-content/uploads/2014/07/artigo-8-p3.pdf. Acesso em: 12/01/2021.
BRESSER-PEREIRA, L. C. Reforma do Estado nos anos 90: lógica e mecanismos de controle. Brasília: MARE, Cadernos MARE, n. 1, 1997.
BRASIL. Decreto 9203/2017. Dispõe sobre a política de governança da administração pública federal direta, autárquica e fundacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/decreto/D9203.htm. Acesso em: 12/01/2021.
BRASIL. Síntese de Evidencias para Políticas de Saúde: estimulando o uso de evidencias cientificas na tomada de decisão. Ministério da saúde. Brasília, 2015. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/sintese_evidencias_politicas_saude_1ed.pdf. Acesso em: 10/01/2021.
IPEA. Avaliação de Políticas Públicas Guia prático de análise ex post. Brasília, 2018. Disponível em: https://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=34504. Acesso em 28/12/20.
COCHRANE BRASIL. Evidências conhecidas. Decisões bem informadas. Melhor saúde. Disponível em: https://brazil.cochrane.org/. Acesso em 2012/2020.
CAMPBELL COLABORATION. (2017). Searching for studies: a guide to information retrieval for Campbell systematic reviews. P. 9. Campbell Methods Series: Method Guide 1. Campbell Collaboration. Disponível em: https://www.campbellcollaboration.org/library/searching-for-studies-information-
retrieval-guide-campbell-reviews.html. Acesso em: 20/12/2020.
CORTES, Pamêla de Rezende; OLIVEIRA, André Matos de Almeida; LARA, Fabiano Teodoro de Rezende. Políticas públicas baseadas em evidências comportamentais: reflexões a partir do Projeto de Lei 488/2017 do Senado. UNICELB, Brasília, 2018.
ELSEVIER. Scopus. Disponível em: https://service.elsevier.com/app/answers/detail/a_id/15534/supporthub/scopus/#tips. Acesso em: 10/01/2021.
FILHO, Alberto Pellegrini. Políticas públicas e determinantes sociais em saúde: o desafio da produção e uso de evidências científicas. Caderno de Saúde Pública. Rio de Janeiro, 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2011001400002&lng=en&nrm=iso&tlng=en. Acesso em: 14/01/2021.
GUANILO. Monica Cecilia De La Torre; TAKASHASHI. Renata Ferreira; BERTOLAZI. Maria Rita. Revisão Sistemática: noções gerais. Revista Escola Enfermagem, USP, São Paulo, 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S008062342011000500033&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 18/12/2020.
KOPITTIKE, A. L. W. Segurança Pública baseada em evidências: a revolução das evidências na prevenção à violência no Brasil e no mundo. Tese (Doutorado em Políticas Públicas) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2019. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/211476. Acesso em 11/01/2021.
MARINI, Caio. Gestão pública no Brasil: temas preservados e temas emergentes na formação da agenda. 2004. https://docplayer.com.br/16905237-Gestao-publica-no-brasil-temas-preservados-e-temas-emergentes-na-formacao-da-agenda-1.html. Acesso em: 10/01/2021.
HOHENDORFF, J.V. Como escrever um artigo de revisão de literatura. In: KOLLER, S,H.; COUTO, M.C.P.P.; HOHENDORFF, J.V. (eds). Métodos de pesquisa: manual de produção científica. Porto Alegre: Penso, 2014.
PINHEIRO. Mauricio Mota Saboya. POLÍTICAS PÚBLICAS BASEADAS EM EVIDÊNCIAS (PPBEs): DELIMITANDO O PROBLEMA CONCEITUAL. IPEA, Brasilia, 2020.
PEDROSO, Raquel Turci; JUHÁSOVÁ, Michaella Batalha; HAMANN, Edgar Merchann. A ciência baseada em evidências nas políticas públicas para reinvenção da prevenção ao uso de álcool e outras drogas. Interface: comunicação, saúde, educação. Brasília, 2019. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-32832019000100303. Acesso em: 12/01/2021.
PEREIRA, Luiz Carlos. B. Da Administração Pública Burocrática à Gerencial. Revista do Serviço Público. Brasília, 1996. Disponível em: http://bresserpereira.org.br/papers/1996/95.AdmPublicaBurocraticaAGerencial.pdf. Acesso em: 13/01/2021.
PAULA, Ana Paula Paes de. Administração pública brasileira entre o gerencialismo e a gestão social. Rev. adm. empres. [online]. 2005, vol.45, n.1, pp.36-49. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0034-75902005000100005&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 10/01/2020.
SECCHI, Leonardo. Modelos organizacionais e reformas da administração pública. Revista de Administração Pública. Rio de janeiro, 2009. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rap/v43n2/v43n2a04.pdf. Acesso em: 11/01/2021.
WEBER, Max. Economia e sociedade: fundamentos da sociologia compreensiva. 3. ed. Brasília, UnB, 1994, v.1.
WHITE, H. The twenty-first century experimenting society: the four waves of the evidence revolution. Palgrave Communications, 2019. Disponível em: Acesso em:
PECI, A.; PIERANTI, O. P.; RODRIGUES, S. Governança e new public management: convergências e contradições no contexto brasileiro. Organizações & Sociedade: 2018. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1590/S1984-92302008000300002. Acesso: 13/01/2021.