ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO MUNICIPAL E O ESTADO DE BEM-ESTAR

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Eduardo Nolla
Edson Romário Monteiro Paniágua

Resumo

O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal – IDHM mostra o progresso do desenvolvimento social e econômico dos residentes em um local. Busca na educação, renda e longevidade os indicadores desse desenvolvimento. Para manter uma capacidade evolutiva, também é necessária uma ação estatal substancial por meio da formulação e implementação de políticas públicas, sociais e econômicas. É precisamente a formulação e implementação dessas políticas que vinculam esse índice ao estado de bem-estar social. Assim, a justificativa disso será buscada na teoria da análise integrada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
NOLLA, E.; ROMÁRIO MONTEIRO PANIÁGUA , E. ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO MUNICIPAL E O ESTADO DE BEM-ESTAR. Missões: Revista de Ciências Humanas e Sociais, v. 7, n. 2, p. 2-21, 25 out. 2021.
Seção
DOSSIÊ POLÍTICAS PÚBLICAS E SUAS ABORDAGENS

Referências

Atlas do desenvolvimento humano do Brasil 2013. 2013. Disponível em: Acesso em: outubro de 2020.

______. Perfil de Garruchos. Disponível em: Acesso em: outubro de 2020.

______. 2013. Perfil de Itacurubi. Disponível em: Acesso em: outubro de 2020.

______. 2013. Perfil de Itaqui. Disponível em: Acesso em: outubro de 2020.

______. 2013. Perfil de Maçambará. Disponível em: Acesso em: outubro de 2020.

______. 2013. Perfil de Santo Antônio das Missões. Disponível em: Acesso em: outubro de 2020.

______. 2013. Perfil de São Borja. Disponível em: Acesso em: outubro de 2020.

______. 2013. Perfil de Unistalda. Acesso em: outubro de 2020.
______. 2013. Ranking. Disponível em: . Acesso em: julho de 2019.

BARREIRA, Maria Cecília Roxo Nobre (Org.). CARVALHO, Maria do Carmo Brant de (Org.). Tendências e perspectivas na avaliação de políticas e programas sociais. São Paulo: IEE/PUC, 2001.

BELLUZZO, L. G. DE M. O declínio de Bretton Woods e a emergência dos mercados “globalizados”. Economia e Sociedade, v. 4, n. 1, p. 11-20, 2 fev. 2016.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. 1988.

______. Lei complementar federal n. 141, de 13 de janeiro de 2012. Regulamenta o § 3o do art. 198 da Constituição Federal para dispor sobre os valores mínimos a serem aplicados anualmente pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios em ações e serviços públicos de saúde; estabelece os critérios de rateio dos recursos de transferências para a saúde e as normas de fiscalização, avaliação e controle das despesas com saúde nas 3 (três) esferas de governo; revoga dispositivos das Leis nos 8.080, de 19 de setembro de 1990, e 8.689, de 27 de julho de 1993; e dá outras providências. 2012.

______. Lei ordinária federal n. 8.069, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o estatuto da criança e do adolescente e dá outras providências. 1990.

______. DATASUS. Indicadores socioeconômicos: razão de dependência. Disponível em: . Acesso em agosto de 2019.

______. DATASUS. Taxa de fecundidade total. Disponível em: . Acesso em agosto de 2019.

______. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Indicadores sociais municipais: uma análise dos resultados do universo do senso demográfico de 2010. Disponível em . Acesso em julho de 2019.

______. Instituto Brasileiro de Pesquisas Aplicadas. Índice de desenvolvimento humano municipal brasileiro. Brasília: PNUD, IPEA, FJP, 2013.

BONAVIDES, P. Curso de direito constitucional. 22. ed. São Paulo: Malheiros, 2008.

DRAIBE, Sônia M. Estado de bem-estar social, desenvolvimento econômico e cidadania: algumas lições da literatura contemporânea. In: ARRETCHE, Marta; HOCHMAN, Gilberto; MARQUES, Eduardo. Políticas públicas no Brasil. Rio de Janeiro: FIOCRUZ, 2007.

FIORI, José Luís. Estado de bem-estar social: padrões e crises. Instituto de estudos avançados da universidade de São Paulo. 20?. Disponível em: Acesso em agosto de 2019.

LEITÃO, André Studart; ANDRADE, Flávia Cristina Moura de. Direito previdenciário I: Teoria Geral, Custeio, Benefícios, Previdência Privada e Competência. 1ª ed. São Paulo: Saraiva, 2012. Coleção Saberes do Direito, vol. 45.

NOGUEIRA, Vera Maria Ribeiro. Estado de Bem-estar Social – origens e desenvolvimento. Revista Katálysis, Florianópolis, n. 5, p. 89-103, jan. 2001. Disponível em: . Acesso em setembro de 2019.

SECHI, Leonardo. Análise de políticas públicas: diagnóstico de problemas, recomendação de soluções. São Paulo: Cengage Learnig, 2016.

TREVISAN, Andrei Pittol. VAN BELLEN, Hans Michael. Avaliação em políticas públicas: uma revisão teórica de um campo em construção. Revista de administração pública, RAP, Rio de Janeiro, v. 42, p. 529-550, Maio/Jun. 2008.

UNITED NATION DEVELOPMENT. PNUD. Disponível em: . Acesso em: agosto de 2019.