AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOCENTE DURANTE O PERÍODO DE ESTÁGIO PROBATÓRIO NO INSTITUTO FEDERAL DE SÃO PAULO

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Ana Paula de Oliveira Gonçalves
https://orcid.org/0000-0003-0314-925X
Paulo Constantino
https://orcid.org/0000-0002-4612-4063

Resumo

O estágio probatório consiste em um período de experiência do docente, supervisionado pela administração pública, para verificar sua aptidão no cargo para o provimento efetivo. Destarte, avaliar o desempenho docente é uma tarefa complexa, haja vista as especificidades da profissão. Nesse sentido, este trabalho teve como principal objetivo analisar o atual processo de gestão e avaliação de desempenho docente durante o período de estágio probatório no contexto do Instituto Federal de São Paulo [IFSP]. Para tanto, também foi comparado ao contexto de outros Institutos Federais, sendo dois de cada região do país, com o intuito de evidenciar os pontos em comum e as principais diferenças entre eles.  Neste recorte de investigação, adotou-se a pesquisa documental de natureza descritiva, sobre as normatizações e processos da instituição estudada, em fontes documentais grupais. Constatou-se que não é prática comum a avaliação ser realizada por meio de formulários abertos, com exceção do IFSP. Uma vez verificado que não há uniformidade nos processos de avaliações de desempenho durante período probatório dos professores do Magistério Federal, evidenciam-se desigualdades possíveis e consideráveis na isonomia da avaliação institucional. Em suma, o estudo aponta para a necessidade de elaboração de uma regulamentação que permita um processo menos desigual nos 38 Institutos Federais, bem como aponta para a urgência de atualização dos processos de gestão e avaliação no IFSP, dada a extensão do tempo em que foram concebidos originalmente, no sentido de observar os demais fatores de avaliação de desempenho trazidos pela Lei nº 12.772/2012.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
DE OLIVEIRA GONÇALVES, A. P.; CONSTANTINO, P. AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOCENTE DURANTE O PERÍODO DE ESTÁGIO PROBATÓRIO NO INSTITUTO FEDERAL DE SÃO PAULO. Missões: Revista de Ciências Humanas e Sociais, v. 7, n. 2, p. 177-192, 25 out. 2021.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Ana Paula de Oliveira Gonçalves, Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza / IFSP

Cursa o Mestrado Profissional em Gestão de Desenvolvimento da Educação Profissional pelo Centro de Educação Tecnológica Paula Souza. Cursando Tecnologia em Recursos Humanos pela Fatec Barueri - Padre Danilo José de Oliveira Ohl, com previsão de conclusão em 2021. Possui MBA em Gestão Estratégica de Pessoas pela Universidade Cruzeiro do Sul (2019). Possui graduação em Gestão Empresarial - Fatec Barueri - Padre Danilo José de Oliveira Ohl (2018), graduação em Gestão Pública pela Universidade Anhembi Morumbi (2018), e graduação em Administração pela Universidade Anhembi Morumbi (2018). Ocupa o cargo de auxiliar em administração do Instituto Federal de São Paulo, atuando no setor de escritório de processos, onde desenvolve ações estratégicas para gestão por processos na área de recursos humanos no âmbito da Reitoria. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Gestão de Pessoas: Treinamento e Desenvolvimento (2015-2019); Recrutamento e Seleção (2013-2015), Benefícios e Departamento Pessoal (2011 - 2013).

Paulo Constantino, Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza - CEETEPS

Pós-doutorado pela Universidade Aberta de Portugal. Doutor em Educação pela UNESP Marília. Mestre em Educação pela UNESP - Marília. Graduado em Música pela UEL - Londrina. Interesses em Educação, Música, Artes. Atua como professor e pesquisador na Unidade de Pós-Graduação, Extensão e Pesquisa do Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza [Mestrado Profissional em Gestão e Desenvolvimento da Educação  Profissional] e também na performance e ensino da Música. Líder do Grupo de Pesquisa "Gestão, Administração e Cultura da Educação Profissional e Tecnológica - GEACEP" e membro da ANPEd e ABEM.

Referências

BERGAMINI, Cecília Whitaker; BERALDO, Deobel Garcia Ramos. Avaliação de desempenho humano na empresa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

BERGUE, Sandro Trescastro. Gestão de pessoas em organizações públicas. – 3. ed. rev. e atual. – Caxias do Sul, RS: Educs, 2010.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 08 de jan. de 2021.

_______. Lei nº 8112, de 11 de dezembro de 1990. Dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos civis da União, das autarquias e das fundações públicas federais. Diário Oficial da União, Brasília, DP, 11 dez. 1990. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8112cons.htm. Acesso em: 07 jan. 2021.

_______. Lei nº 11892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DP, 29 dez. 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11892.htm. Acesso em: 08 jan. 2021.

_______. Lei nº 12772, de 28 de dezembro de 2012. Dispõe sobre a estruturação do Plano de Carreira e Cargos de Magistério Federal. Diário Oficial da União, Brasília, DP, 28 dez. 2012. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/l12772.htm. Acesso em 10 jan. 2021.

CEFET [São Paulo]. Resolução nº 093, de 15 de setembro de 2005. Dispõe sobre os procedimentos e instrumentos para Avaliação de Desempenho dos servidores Docentes e Técnicos Administrativos em Estágio Probatório, observando o disposto no artigo 20 da Lei nº 8112/90. Disponível em: http://www2.ifsp.edu.br/index.php/arquivos/category/82-resolues-2005.html?download=555%3Aresoluo-n-93. Acesso em: 07 jan. 2021.

CHARLIER, Évelyne. Formar professores profissionais para uma formação contínua articulada à prática. In: PAQUAY, Léopold; PERRENOUD, Philippe; ALTET, Marquerite;

CHARLIER, Évelyne. Formando professores profissionais: Quais estratégias? Quais Competências? – 2. ed. rev. – Porto Alegre: Artmed Editora, 2001.

DUTRA, Joel Souza. Avaliação de pessoas na empresa contemporânea. São Paulo: Atlas, 2014.

GATTI, Bernardete Angelina. Avaliação de professores: um campo complexo. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 22, n. 48, p. 77-78, jan./abr. 2011.

GATTI, Bernardete Angelina. Avaliação e Qualidade do Desenvolvimento Profissional Docente. Avaliação, Campinas; Sorocaba, SP, v. 19, n. 2, p. 373-384, jul. 2014.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Editora Atlas, 2002.

IFSP. Plano de Desenvolvimento Institucional (2019-2023). 2019. Disponível em https://www.ifsp.edu.br/component/content/article/85-assuntos/desenvolvimento-institucional/176-pdi#PDI02. Acesso em: 10 jan. 2021.

LIBÂNEO, José Carlos. Organização e gestão da escola: teoria e prática. – 6. ed. rev. e ampl. – São Paulo: Heccus Editora, 2018.

MARRAS, Jean Pierre. Avaliação do desempenho humano. – Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.

PERRENOUD, Philippe. Avaliação: da excelência à regulação das aprendizagens: entre duas lógicas. Porto Alegre: Artmed, 2007.

ROBBINS, Stephen Paul. A verdade sobre gerenciar pessoas. São Paulo: Pearson Educacion, 2003.

SAMPIERI, Roberto Hernández; COLLADO, Carlos Fernandéz; LUCIO, Maria del Pilar Baptista. Metodologia de pesquisa. 5. ed. Porto Alegre: Penso, 2013.