Agripina Menor Muito além de ser apenas a mãe de um imperador

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Isabela Pissinatti

Resumo

Apresentar uma visão sobre o Império Romano que não considera o peso do papel político exercido pelas mulheres imperiais releva mais sobre o observador, do que sobre as fontes em si, pois em muitas fontes literárias a misoginia e até o temor da atuação das mulheres podem iludir àqueles que buscam enxergar apenas dominação, sem olhos para o protagonismo feminino. Agripina Menor é um exemplo das mulheres imperiais que demonstraram sua influência reconhecendo seu papel na legitimação do poder imperial e se envolvendo em redes e alianças para conquistar seus interesses. Nossa intenção é analisar o caso desta matrona que, enquanto detentora da auctoritas imperial, por ser descendente de Augusto, demonstrou seu poder de tal forma que chegou a colocar seu próprio filho na posição de imperador de Roma.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
PISSINATTI, I. Agripina Menor. Alétheia - Estudos sobre Antiguidade e Medievo , v. 1, n. 1, p. 10, 28 fev. 2022.
Seção
Artigos