Guerra e Cultura: a singularidade guerreira dos lusitanos da Antiga Península Ibérica

Artigo principal Conteúdo

Ricardo Souza

Resumo

Resumo: Desde a antiguidade, a Península Ibérica sempre foi uma área muito almejada, pois contava com grandes recursos minerais e um grande potencial para a agricultura e pecuária. Dessa forma, muitos povos buscaram o seu controle ao longo da História Todavia, desde os primeiros relatos sobre a região, o espírito belicoso de algumas povoações foi amplamente relatado nas antigas fontes clássicas. Nesse ínterim, este artigo pretende estabelecer um estudo sobre a atividade guerreira para os lusitanos da Antiga Península Ibérica, já que durante as chamadas “Guerras Lusitanas”, esse povo ofereceu uma tenaz resistência frente ao invasor romano, utilizando-se do ataque em guerrilhas, de ataques rápidos e fugas premeditadas, o que, frente a um inimigo mais armado, numeroso e preparado, tornaram-se bem táticas e bem sucedidas do ponto de vista estratégico-militar.


 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do Artigo

Como Citar
SOUZA, R. Guerra e Cultura: a singularidade guerreira dos lusitanos da Antiga Península Ibérica . Alétheia - Estudos sobre Antiguidade e Medievo , v. 1, n. 1, p. 15, 30 abr. 2021.
Seção
Artigos