A Representação de Helena de Troia nas Heróides de Públio Ovídio Naso

Artigo principal Conteúdo

Letícia Schneider Ferreira

Resumo

O presente estudo tem por finalidade observar de forma Helena de Troia é apresentada a partir de duas epístolas presentes na obra Heroides de Ovídio. Em um primeiro momento é apresentada a personagem Helena a partir da ótica de diferentes autores. Após, é realizada uma exposição sobre Ovídio e as epístolas de Páris e Helena. A análise permite observar que os argumentos apresentados na carta do troiano para convencer a rainha espartana se vincuam ao direito que ele teria sobre ela devido aos desejos de Vênus, além das riquezas que ela poderia encontrar em Troia e as provas de amor que ele jpa havia demonstrado. A resposta de Helena demonstra que, apesar de considerar os argumentos defendidos por Páris, a rainha pondera sobre a situação em que se encontra, avaliando as vantagens e desvantagens de abandonar o seu reino. Assim, Ovídio apresenta uma Helena que, mesmo não ignorando os apelos do sentimento amoroso, mostra a capacidade de um olhar questionador e racional em prol de uma decisão consciente e mais favorável aos seus desejos e seu futuro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do Artigo

Como Citar
SCHNEIDER FERREIRA, L. A Representação de Helena de Troia nas Heróides de Públio Ovídio Naso. Alétheia - Estudos sobre Antiguidade e Medievo , v. 1, n. 2, p. 9, 5 maio 2021.
Seção
Artigos