CIRCUITO SENSORIAL: O SENTIDO DA VISÃO EM INATIVIDADE POR UM MOMENTO

  • Richard Ocampo
  • Renato Padilha Santana
  • Juliano Cesar Barbosa Queiroz
  • Diely Dias Romero
  • Bianca de Souza Calixto
  • Quelen Colman Espíndola Lima
Rótulo Circuito, sensorial, Sentidos, Estímulo

Resumo

O desenvolvimento de práticas que propiciem o contato da comunidade escolar com novos conhecimentos e aprendizados, pode contribuir significativamente para uma sociedade com mais sensibilidade, compreensão e respeito às diferenças. Tratando-se do contexto relacionado ao suprimento do sentido da visão, é relevante que as pessoas, mesmo sem essa deficiência, além de perceberem a importância da utilização dos demais sentidos que possuem, possam ter uma noção de como um deficiente visual sente o mundo ao seu redor. Diante dessa premissa, desenvolveu-se uma atividade denominada Circuito Sensorial, de modo a proporcionar experiências onde são explorados os sentidos e uma pluralidade de sensações. O presente trabalho objetiva reconhecer a importância dos demais sentidos, além da visão, tanto para localização espacial, quanto temporal. Metodologicamente, a atividade foi realizada com os participantes vendados, entrando individualmente em uma sala escura, sendo conduzidos por um dos acadêmicos a percorrer um circuito com diferentes sons, aromas, contatos táteis (materiais com diversas texturas: areia, água, folhas de plantas...) e degustações de alimentos, estimulando os respectivos sentidos durante o trajeto. Cada acadêmico ficou responsável por executar uma etapa distinta do circuito, enquanto o participante realizava o percurso proposto pela atividade. Destaca-se, que durante o deslocamento pelo circuito, a cada estímulo sensorial realizado ao participante, o acadêmico guia o questionava sobre as sensações e/ou percepções evidenciadas naquele determinado momento. Ao final, o participante era questionado acerca da experiência que teve na atividade, se já havia vivenciado algo semelhante e como foi percorrer o circuito sem a visualização do ambiente. Como principais resultados obtidos, evidenciou-se que durante o desenvolvimento da atividade, os participantes, momentaneamente desprovidos do sentido da visão, ficaram totalmente desorientados espacialmente. Alguns permaneciam imóveis, uns não conseguiam compreender o que estava acontecendo, outros demonstravam um certo receio em dar o próximo passo, por não estar visualizando o percurso. Outro aspecto observado durante a realização do circuito, foi a questão da confiança dos participantes em uma pessoa desconhecida, com questionamentos a todo momento ao acadêmico guia sobre o que estava acontecendo. Conforme o relato dos voluntários, nenhum deles havia participado anteriormente de uma atividade semelhante a esta, vivenciando, ainda que brevemente, a realidade de pessoa com deficiência visual. Fato que gerou muita emoção a alguns participantes, os quais avaliaram a experiência que tiveram como algo único, expressando o desejo em repetir o percurso do circuito. Diante do exposto, conclui-se que a partir da atividade proposta oportunizou-se uma noção de como é ser privado de alguns dos sentidos e principalmente mostrar que independente da visão, os outros sentidos que temos também são importantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-02-14
Como Citar
OCAMPO, R.; PADILHA SANTANA, R.; CESAR BARBOSA QUEIROZ, J.; DIAS ROMERO, D.; DE SOUZA CALIXTO, B.; COLMAN ESPÍNDOLA LIMA, Q. CIRCUITO SENSORIAL: O SENTIDO DA VISÃO EM INATIVIDADE POR UM MOMENTO. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 4, 14 fev. 2020.