JOGOS DIDÁTICOS PARA O ENSINO DE ZOOLOGIA NO ENSINO FUNDAMENTAL: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

  • Caroline Gonçalves
  • Maria Aparecida Lousada
  • Ronaldo Erichesen
Rótulo ensino, zoologia, jogos, didáticos, PIBID

Resumo

Como proposta para complementar a aprendizagem em ciências, sugere-se práticas lúdicas como jogos, que proporcionem facilidade e compreensão dos conteúdos trabalhados em sala de aula. As atividades que utilizam jogos didáticos são alternativas possíveis, pois a utilização dessa ferramenta pode preencher muitas lacunas expostas pelo processo de transmissão de conhecimentos. No ensino de ciências, o conteúdo que aborda os reinos dentro da zoologia é rotineiramente trabalhado de modo tradicional, com textos e figuras ilustradas nos livros didáticos, fazendo com que a curiosidade já existente nos alunos sobre diferentes organismos seja prostrada ou perdida. Deste modo, a forma como a zoologia é abordada, em grande parte das vezes, baseia-se na estratégia de ensino a memorização das características dos animais em cada filo, tornando a aprendizagem monótona. O presente trabalho tem por objetivo apresentar o relato sobre atividades desenvolvidas para auxiliar na aprendizagem sobre o conteúdo de zoologia, no sétimo ano do Ensino Fundamental de uma escola do município de São Gabriel, RS. No qual, proporcionou aos alunos aprenderem sobre os conceitos gerais sobre os animais vertebrados através de dois jogos. Com base nos princípios quali-quantitativos, foram construídos dois jogos para ensinar zoologia no Ensino Fundamental, como atividade do PIBID (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência) do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas da Unipampa Campus São Gabriel/RS, realizados no mês de setembro. A construção de jogos lúdicos que abordam conceitos de zoologia partiu da solicitação da professora regente da turma, com o propósito de auxiliar na aprendizagem e sistematizar o conteúdo para a avaliação sobre o assunto. Assim, o primeiro jogo realizado intitulado Jogo da Forca dos Vertebrados, abordou os conceitos sobre peixes, anfíbios e répteis. Na realização do jogo, foram expostos slides contendo dicas sobre cada palavra-chave referente ao conteúdo a ser identificada pelos alunos. No desenvolvimento do jogo, os alunos foram distribuídos em dois grupos, escolhidos pelos próprios educandos. O segundo jogo foi o Bingo das aves e mamíferos, este trouxe em sua essência os conteúdos sobre estes dois subfilos (aves e mamíferos). Neste jogo, foram sorteadas questões numeradas no qual os alunos deveriam relacioná-las com as respostas presentes em uma cartela entregue a cada grupo. A proposta de dividir os alunos em grupos teve por objetivo promover interação entre os educandos. Após o termino da atividade os alunos responderam duas questões práticas sobre o conteúdo trabalhado. A partir do resultado das questões aplicadas após o desenvolvimento das atividades, foi possível constatar que houve ampla aceitação por parte dos educandos pela atividade diferenciada. Também pelo relato dos alunos que expuseram o quão significativa foi a atividade para a sistematização do tema trabalhado. Sendo assim, a partir das realizações das intervenções, é possível dizer que o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), proporciona pontos positivos aos bolsistas no desenvolvimento profissional através da vivência da prática docente, bem como aos alunos da escola, por possuírem contato com atividades diferenciadas, fugindo da metodologia tradicional que ainda é predominante no ensino de ciências.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-02-14
Como Citar
GONÇALVES, C.; APARECIDA LOUSADA, M.; ERICHESEN, R. JOGOS DIDÁTICOS PARA O ENSINO DE ZOOLOGIA NO ENSINO FUNDAMENTAL: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 8, n. 1, 14 fev. 2020.