UTILIZAÇÃO DE MARCADORES ISSR NA DIFERENCIAÇÃO DO GÊNERO POLYTRICHUM HEDW.

  • Karine Janner
  • Rodrigo Paidano Alves
  • Filipe de Carvalho Victoria
  • Antonio Batista Pereira
Rótulo Marcadores, Moleculares, Musgo, Antártica

Resumo

Nos últimos anos houve um aumento das pesquisas utilizando as briófitas em estudos moleculares, isso se deve ao padrão relativamente simples de desenvolvimento dessas plantas. O experimento foi desenvolvido na Universidade Federal do Pampa, campus São Gabriel. As amostras de Polytrichum juniperinum e Polytrichum strictum foram obtidas da Antártica Marítima e do Brasil. Para obtenção dos dados moleculares foi realizado a extração de DNA, utilizando o Norgen Plant/Fungi DNA isolation kit. As amplificações dos fragmentos de DNA foram feitas pela técnica de PCR utilizando o marcador ISSR. Os produtos da PCR foram analisados em gel de Agarose 3%. De acordo com os dados obtidos, as espécies próximas não são necessariamente aquelas mais similares quanto à genética, e que a diferenciação genética entre espécies mais afastadas, são maiores e, portanto, não há um fluxo gênico. Conclui-se que houve diferenças entre as regiões amplificadas entre as espécies de Polytrichum, demostrando dessa forma como o ambiente pode interferir na diversidade genética do organismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-02-12
Como Citar
JANNER, K.; PAIDANO ALVES, R.; DE CARVALHO VICTORIA, F.; BATISTA PEREIRA, A. UTILIZAÇÃO DE MARCADORES ISSR NA DIFERENCIAÇÃO DO GÊNERO POLYTRICHUM HEDW. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 7, n. 4, 12 fev. 2020.