RÁDIO ESCOLAR COMO PROPULSORA DO DIALOGISMO BAKHTINIANO COM ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL

  • Alessandra Avila
  • Fabiana Giovani
Rótulo Rádio, Escolar, Dialogismo, Oralidade

Resumo

O presente trabalho visa apresentar o projeto de implementação de uma Rádio Escolar como instrumento propulsor do dialogismo bakhtiniano com alunos de anos finais do ensino fundamental de uma escola da rede privada. O objetivo desse trabalho é desenvolver uma rádio no contexto escolar em uma perspectiva dialógica a fim de trabalhar de forma sistematizada com a oralidade enquanto prática social. São objetivos, ainda, trabalhar o diálogo no contexto escolar como forma de interação; incentivar, por meio da rádio escolar a autonomia dos estudantes em produções de distintos gêneros discursivos, especialmente os de caráter oral; trabalhar as especificidades de gêneros orais; desenvolver práticas que estimule habilidades na oralidade dos alunos e circular as produções dos alunos em programas da Rádio. A atividade foi realizada na Escola Vasco da Gama e Silva, situada no centro da cidade de Bagé-RS e contou com a participação de quatro alunos do 6º ano. Os encontros ocorreram em turno inverso ao das aulas regulares, de maneira que esse projeto é de caráter de extensão e contou com um público voluntário, que futuramente fará parte da equipe oficial da Rádio Escolar. O trabalho se desenvolveu em quatro momentos e em dois encontros semanais de duas horas cada um e foi utilizado o espaço da biblioteca para diálogos e primeira produção do programa da rádio. Após a gravação do primeiro programa, o mesmo foi divulgado à comunidade escolar depois do horário do intervalo dos estudantes. Os aportes teóricos que embasam esse projeto diz respeito à teoria bakhtiniana, mais especificamente a questão do dialogismo, alteridade gêneros do discurso e autoria. Pode-se afirmar que o trabalho com uma Rádio Escolar nesse projeto ocorreu de maneira dialógica, pois os alunos puderam interagir e produziram um programa de rádio de maneira autônoma. Além disso, a divulgação do trabalho para a comunidade escolar, tornando-o uma prática social, faz com que o mesmo seja valorizado e que as produções dos alunos envolvidos sejam propagadas tanto para colegas de turma quanto para outros alunos da instituição. Não obstante, é importante ressaltar que este foi apenas um projeto piloto e que futuramente esperam-se mais materiais de análise e melhores resultados.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-02-12
Como Citar
AVILA, A.; GIOVANI, F. RÁDIO ESCOLAR COMO PROPULSORA DO DIALOGISMO BAKHTINIANO COM ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 7, n. 4, 12 fev. 2020.