CONSTRUÇÃO CIVIL BRASILEIRA E PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS: REVISÃO SISTEMÁTICA DA LITERATURA E ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA

  • Elizandra Martins Schervensquy
  • Fladimir Fernandes Dos Santos
  • Nirlene Fernandes Cechin
  • Vera Luci de Almeida
  • Marco Aurélio Batista de Sousa
Rótulo Revisão, sistemática, Análise, bibliométrica, Construção, civil, Sustentabilidade, Práticas, sustentáveis

Resumo

A adoção de práticas de sustentabilidade na construção civil é uma tendência em crescimento. A literatura deixa evidente que a construção sustentável compreende o conjunto de práticas aplicadas na construção civil, que engloba todas as fases, desde o planejamento, passando pela execução da edificação até a entrega do produto final, atendendo as expectativas ambientalmente adequadas das partes interessadas. O propósito é de obter edificações que não causem danos ao meio ambiente, proporcionando conforto humano, bem como usufruir, de forma consciente, os recursos naturais e utilizar técnicas que garantam o aumento da vida útil dos empreendimentos. Neste contexto, este estudo teve como objetivo apresentar a revisão sistemática da literatura e análise bibliométrica de publicações que tratam sobre a aplicação de práticas sustentáveis na construção civil brasileira. Por meio de pesquisa nas produções científicas publicadas no Portal de Periódicos CAPES/MEC Biblioteca Digital de Teses e Dissertações (BDTD) , sobre o tema em questão, a coleta de dados abrangeu o período de 2000 a 2020, com a seleção dos artigos na base de dados, com a busca de títulos, resumos e palavras-chave, sendo selecionadas apenas as publicações em língua portuguesa. Os termos de busca foram sustentabilidade, construção civil e práticas sustentáveis. Após a filtragem, obteve-se 83 artigos, os quais passaram por análise e tratamento de dados, com apoio de planilhas do Excel®. Com a leitura dos resumos dos artigos filtrados, 30 deles foram selecionados, nos quais continham a descrição de aplicações de práticas sustentáveis em edificações. Ficou constatado que o ano de 2013 foi o que apresentou maior número de publicações, totalizando 16,7% dos artigos. Ademais, verificou-se que a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a Universidade Federal de Sergipe (UFS), a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e a Universidade de São Paulo (USP) são as instituições de ensino superior brasileiras com maior número de publicações no Portal sobre o tema, cada uma representando 10% dos trabalhos publicados. Quanto ao número de pesquisadores por estado, São Paulo se destacou com o maior índice de pesquisadores dentro da temática (15,5%), seguido pelo Rio Grande do Sul (12,5%). A palavra-chave que mais figurou nas publicações foi sustentabilidade, sendo citada por 13,3% dos artigos. As referências mais citadas no referencial teórico foram Caminhos para o desenvolvimento sustentável, de Ignacy Sachs (2000; 2002 e 2009), e Nosso futuro comum, do Relatório Brundtland (1987). No que se refere a aplicação das práticas sustentáveis, a relacionada a materiais de construção sustentáveis apareceu em 26,1% dos artigos, seguida de eficiência energética, com 21,7%. As práticas apresentadas foram aplicadas, na maioria dos casos, em edificações verticais e horizontais (50%). Como conclusão geral, percebe-se que a maioria das publicações está relacionada a utilização de mecanismos que proporcionem construções ambientalmente corretas, integrando a relação entre o presente e o futuro, com a busca de um equilíbrio entre as três dimensões do desenvolvimento sustentável, com ações que sejam ambientalmente responsáveis, socialmente justas e economicamente viáveis, definidas como triple bottom line. Sendo a construção civil uma das maiores geradoras de impactos ambientais, mostra-se necessário aliar a inovação tecnológica aos canteiros de obras, o que se percebe que está ocorrendo, haja visto a aplicação de metodologias, certificações e indicadores ambientais nas construções, principalmente, visando o uso de recursos naturais (energia renovável) e de materiais eficientes e menos poluentes (materiais de construção sustentáveis). Ficou constatado que as aplicações de práticas sustentáveis na construção civil e edificações visam a conservação do meio ambiente, a consciência de responsabilidade e a inclusão econômica e ambiental. Destaca-se que, por meio da revisão sistemática e análise bibliométrica da literatura, este estudo atendeu ao objetivo proposto, evidenciando a aplicação de práticas sustentáveis nas edificações brasileiras, bem como contribuiu para a aquisição de conhecimento sobre as práticas sustentáveis na construção civil que estão sendo aplicadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-11-16
Como Citar
MARTINS SCHERVENSQUY, E.; FERNANDES DOS SANTOS, F.; FERNANDES CECHIN, N.; LUCI DE ALMEIDA, V.; AURÉLIO BATISTA DE SOUSA, M. CONSTRUÇÃO CIVIL BRASILEIRA E PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS: REVISÃO SISTEMÁTICA DA LITERATURA E ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 13, n. 3, 16 nov. 2021.