A CONTRIBUIÇÃO DO MUSEU VIRTUAL GEOLÓGICO DO PAMPA (MVGP) NA GEOEDUCAÇÃO

  • Samara Capitol da Silva
  • Arthur Pedroso Viçozzi
  • Guilherme Pazinato Dias
  • Cristiane Heredia Gomes
Rótulo Geociências, Ensino, Eficácia

Resumo

O projeto Museu Virtual Geológico do Pampa é feito no Estado do Rio Grande do Sul, município de Caçapava do Sul, onde este é levado para dentro das escolas, além de aulas práticas quais os alunos podem ter acesso vindo à Universidade. Desta forma o projeto pode estar ligado ao aumento do conhecimento dos alunos atingidos sobre temas relacionados as geociências. Assim, o objetivo deste trabalho é mostrar dados estatísticos após os alunos responderem o questionário elaborado pelo MVGP. Estes foram respondidos durante palestras/aulas feitas nas escolas, visitas na Universidade, eventos com vínculos culturais e científicos, com um total de 110 entrevistados, posteriormente esses dados foram compilados para elaboração de gráficos com fins comparativos. Os resultados mostram que grande parte dos alunos não estudam geologia na escola, porém 107 deles possuem interesse em aprender mais sobre o assunto. Pouco mais da metade sabia que o município de Caçapava do Sul é reconhecido por sua diversidade geológica e contava com vulcões ativos no passado. Desta forma é possível notar que apesar dos alunos não estudarem geologia na escola, a ida do MVGP as mesmas, pode ter despertado a curiosidade de aprender mais sobre as rochas que os cercam, quando foram formadas, se existe fosseis na região, quantos vulcões já existiram, o porquê da diversidade dessas rochas e o que pode acontecer depois. Mostrando então, ser uma metodologia eficaz e de fácil aplicação, cabendo ao MVGP e as escolas o incentivo da geoeducação nas séries iniciais.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-04
Como Citar
CAPITOL DA SILVA, S.; PEDROSO VIÇOZZI, A.; PAZINATO DIAS, G.; HEREDIA GOMES, C. A CONTRIBUIÇÃO DO MUSEU VIRTUAL GEOLÓGICO DO PAMPA (MVGP) NA GEOEDUCAÇÃO. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 3, 4 dez. 2020.