POTENCIALIDADES DE UM PROJETO DE EXTENSÃO COM DANÇAS CIRCULARES

  • Maria Eduarda Anschau
  • Sonia Maria da Silva Junqueira
  • Valéria Urdangarin Borba
  • Claudia Laus Angelo
  • Caio Marcello Recart da Silveira
Rótulo Danças, circulares, Inclusão, Equilíbrio, Bem, estar, Autoconhecimento

Resumo

As danças circulares são danças tradicionais, de determinadas culturas, ou contemporâneas, coreografadas para serem dançadas em roda. Os passos são simples e repetidos, permitindo a inclusão de pessoas de diferentes faixas etárias, gêneros, com ou sem habilidade para dançar. A formação circular favorece a troca de olhares, a integração, o desenvolvimento da concentração, o equilíbrio corpo-mente-espírito e o acolhimento às diversidades. Em 2017, as danças circulares foram incluídas na Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares do Ministério da Saúde, sendo reconhecidas como promotoras de estados emocionais positivos, oferecendo bem estar, elevação da autoestima, entre outros benefícios. Conhecendo esses potenciais das danças circulares, oferecemos, desde 2016, o Projeto de Extensão Pampa Circular Danças Circulares no Pampa, com encontros semanais voltados a educadores e pessoas da comunidade. Nesta pesquisa qualitativa temos como objetivo investigar como os participantes do semestre 2019-1 do referido Projeto reconheceram os potenciais mobilizados pelas danças circulares. Para tanto, solicitamos a eles uma escrita livre estimulada pela seguinte questão: Por que estou participando do Projeto de Extensão Pampa Circular?. Vinte e dois enviaram respostas por e-mail, que foram analisadas de acordo com a Análise Textual Discursiva. As unidades de sentido foram organizadas nas seguintes categorias à priori: integração-inclusão-acolhimento às diversidades ([...] aprendi a lidar com as diferenças do outro como ele é, sem nunca excluir.), desenvolvimento da concentração (O que aprendemos com a concentração é algo que vai nos ajudar muito quando estivermos mais velhos.) e equilíbrio corpo-mente-espírito ([...] procurava algo que atrelasse saúde mental e física [...]). Além dessas, duas categorias emergiram durante nossa análise: bem estar ([...] me traz tranquilidade, paz, harmonia [...]) e autoconhecimento ([...] percebo como um processo de auto-conhecimento [...]). Concluímos, portanto, que os participantes reconhecem nas danças circulares a integração, a inclusão e o acolhimento às diferenças já que, de mãos dadas e em roda, todos estão interligados e as ações de um refletem na do outro. Também ressaltam o bem estar, pois ao final dos encontros sentem-se mais dispostos, relaxados, felizes e com energia. A concentração necessária para se conectar com a música e seguir os passos da coreografia, bem como a possibilidade de movimentar o corpo e expandir a mente e o espírito estiveram presentes em algumas escritas. Além disso, alguns participantes viram nas danças circulares uma fonte de autoconhecimento e de auto aceitação, pois se permitiram olhar para si e para a possibilidade de dançar e de errar, sem serem excluídos. Sendo assim, os participantes do Projeto reconhecem que ao vivenciarem diferentes músicas, danças e culturas, estão integrados numa atividade coletiva, inclusiva e de desenvolvimento integral.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-04
Como Citar
EDUARDA ANSCHAU, M.; MARIA DA SILVA JUNQUEIRA, S.; URDANGARIN BORBA, V.; LAUS ANGELO, C.; MARCELLO RECART DA SILVEIRA, C. POTENCIALIDADES DE UM PROJETO DE EXTENSÃO COM DANÇAS CIRCULARES. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 3, 4 dez. 2020.