DESPERTANDO A ATITUDE EMPREENDEDORA: UMA ANÁLISE EM ESCOLAS PÚBLICAS DO ENSINO MÉDIO

  • Marcio Costa
  • Mygre Lopes
Rótulo Pedagogia, empreendedora, Ensino, médio, Modelo, CANVAS

Resumo

RESUMO i) Introdução: A palavra empreendedorismo geralmente é associada à capacidade de criar e gerir empresas, aproveitar oportunidades, ter sucesso, gerar emprego, renda e riqueza. Além disso, pressupõe a realização do indivíduo por meio de atitudes de inquietação, ousadia e proatividade na sua relação com o mundo. Neste sentido, entende-se que há a necessidade do desenvolvimento de algumas características nos jovens, tais como pró-atividade, autoconfiança, assertividade, liderança e criatividade, as quais são fundamentais para o desenvolvimento pessoal e profissional da vida adulta. ii) Objetivo(s): Como objetivo geral, busca-se desenvolver em alunos do ensino médio a atitude empreendedora, por meio da potencialização de habilidades e competências. Em sentido complementar, o intuito é fortalecer a personalidade empreendedora dos alunos, aprimorar as capacidades de iniciativa, criação e planejamento, bem como proporcionar sua inserção competitiva no mercado. iii) Material e métodos: A pesquisa caracteriza-se como empírica de abordagem qualitativa, de natureza exploratória e descritiva. Trata-se de um estudo de casos múltiplos, o qual investiga detalhadamente escolas públicas de ensino médio do município de Santana do Livramento/RS. Primeiramente, foram levantadas informações sobre as instituições de ensino, por meio da observação, análise de documentos internos, redes sociais e sites de notícias, de modo a constituir a história de cada organização no seu processo de crescimento e desenvolvimento. Na segunda fase, foram entrevistados professores e estabeleceu-se contato com os estudantes. Nesta fase, foram realizadas oficinas práticas, tendo em vista os objetivos propostos. A partir destas atividades, os discentes foram motivados a construir planos de negócios a partir do modelo CANVAS. No decorrer do estudo, os alunos foram avaliados conforme alguns aspectos, tais como: trabalho em equipe (integração), comunicação verbal (oratória), apresentação de ideias (criatividade) e autonomia para aprender (iniciativa). iv) Resultados e discussão: Na exposição inicial, observou-se maior envolvimento dos alunos das escolas no seu plano empreendedor, o desenvolvimento da visão do ambiente de negócios e de alguns aspectos da prática organizacional. Observou-se alguns relatos de ideias de empreendimentos locais, principalmente nos setores de alimentação e da tecnologia de informação. Vale destacar também que foi despertada aos integrantes da equipe executora a importância das atividades extensionistas na transformação social. v) Conclusão: Por fim, entende-se que houve o desenvolvimento de habilidades e competências empreendedoras entre participantes. A partir desta instrumentalização, verificou-se a facilitação do aprendizado acadêmico e pessoal dos discentes do ensino médio. Além disso, acredita-se que o desenvolvimento de ações extensionistas empreendedoras é capaz de promover transformações na realidade socioeconômica local. Palavras-chave: Pedagogia

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-04
Como Citar
COSTA, M.; LOPES, M. DESPERTANDO A ATITUDE EMPREENDEDORA: UMA ANÁLISE EM ESCOLAS PÚBLICAS DO ENSINO MÉDIO. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 3, 4 dez. 2020.