RELATO: SAÚDE MENTAL - RODAS DE CONVERSA NO CAPS AD III DE SÃO BORJA

  • Larissa Jardim Bolzan
  • Otaviano da Motta Aquino Junior
  • Jocenir De Oliveira Silva
Rótulo Saúde, mental, Rodas, conversas, CAPS, AD, III

Resumo

Visando contribuir para a consolidação de direitos sociais aos usuários da Saúde Mental, na busca de qualificação do processo de enfrentamento do uso de álcool e outras drogas, se constitui o projeto de extensão intitulado de Saúde Mental: Rodas de conversa no CAPS AD de São Borja. A intervenção do projeto de extensão contribui com a efetivação das políticas públicas voltadas para Saúde Mental, a mediação visa a integralidade do atendimento do Serviço Social no Centro de Atenção Psicossocial. Com base no conceito ampliado de saúde coletiva e como suporte as ações dos serviços existentes do Sistema Único de Saúde SUS, componham-se a proposta do projeto. As rodas de conversa oportunizam reflexões e, a expansão dos pensamentos problematizando sobre temáticas que perpassam a vida social. Sacareno (1999), traz a saúde mental como um conjunto de ações de promoção, prevenção e tratamento referentes ao melhoramento ou à manutenção e restauração da saúde mental de uma população. Considerando que a saúde integral do indivíduo também é composta pela influência de determinações sociais, logo possíveis situações de violência e violações de direitos vividos no âmbito comunitário e doméstico. Buscando contemplar de forma universal e integral a assistência e garantia de acesso a serviços de promoção, prevenção, cura e reabilitação da saúde. Compreendendo que os problemas de saúde mental se fazem presentes em pessoas que sofreram ou sofrem situações de violência, portanto, oportuniza-se para a comunidade ações de prevenção em todos os aspectos que tangem a saúde mental com o objetivo de promover a melhoria da qualidade de vida, investindo em suas potencialidades visando a prevenção e promovendo a saúde de forma integral, tomando este como seu objetivo como projeto de extensão. Metodologicamente se realiza as rodas de conversa no CAPS AD III semanalmente (na sexta-feira), com duração de aproximadamente duas horas. São apresentados temas referentes ao uso abusivo de álcool e outras drogas, relações familiares/comunitárias, e outras temáticas construídas de acordo com as demandas do grupo. Valorizando a perspectiva da expressão de suas histórias de vida. Para alcançar resultados como a diminuição dos índices de recaída, ou desistência do tratamento, trabalhando a autonomia do sujeito através do diálogo e da proximidade dos extensionistas do Projeto com os usuários da instituição. Mensurando resultados quantitativamente e qualitativamente para o conhecimento da efetividade do projeto. Como indicador quantitativo as fichas de frequência da instituição. E qualitativamente através do acompanhamento dos sujeitos, suas evoluções nos processos de reflexão e o atendimento interdisciplinar na vida dos usuários e familiares. Sendo assim, a importância do projeto se dá por oportunizar um espaço de potencialidades, de sujeitos pensantes, aonde pode-se realizar a troca ideias a partir de suas vivências descobrindo aspectos novos e, desvendando novas cadeias de mediações.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-04
Como Citar
JARDIM BOLZAN, L.; DA MOTTA AQUINO JUNIOR, O.; DE OLIVEIRA SILVA, J. RELATO: SAÚDE MENTAL - RODAS DE CONVERSA NO CAPS AD III DE SÃO BORJA. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 3, 4 dez. 2020.