ELABORAÇÃO E VALIDAÇÃO DE UM INSTRUMENTO PARA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE LESÕES POR PRESSÃO

  • Alexandra Dull Pereira
  • Natália Pinto Silveira
  • Josefine Busanello
Rótulo Sistematização, Assistência, Enfermagem, Lesão, pressão

Resumo

As lesões por pressão (LPPs) definem-se como um dano localizado na pele e/ou nos tecidos moles subjacentes sobre uma proeminência óssea, associado ao uso de dispositivo médico ou outro objeto. É papel exclusivo do Enfermeiro avaliar, prevenir, diagnosticar e tratar estas lesões nos âmbitos assistenciais, através da utilização de instrumentos baseados em evidências científicas, que permitem padronização, efetividade e redução de custos da assistência tornando integral o cuidado ofertado por todos os profissionais da equipe. Objetivou-se relatar a experiência de elaboração e validação de um instrumento de prevenção e tratamento de lesões por pressão para pacientes admitidos nas unidades assistenciais em um hospital da Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul (RS). Trata-se de um relato de experiência de atividade de extensão em andamento desde março de 2019. A elaboração do instrumento efetuou-se com reuniões realizadas junto a Comissão de Prevenção e Tratamento de Lesões, composta por Enfermeiros da referida instituição, docentes e acadêmicos da Universidade Federal do Pampa, vinculados ao projeto de extensão intitulado Cuidados de Enfermagem aos pacientes com feridas no ambiente hospitalar. A validação desse instrumento ocorreu em unidade de internação clínica e cirúrgica, a partir da avaliação dos pacientes hospitalizados. Sequencialmente, os profissionais vinculados a comissão, analisaram os dados obtidos e realizaram os ajustes necessários para configuração do instrumento. Na estrutura do instrumento consta: avaliação clínica geral do paciente (comorbidades e/ou fatores de risco para as lesões); avaliação da lesão (classificação, tempo de existência, localização, superfície, tecidos comprometidos, fase da cicatrização e sua evolução, pele adjacente e margem, borda, leito, exsudato, odor, dor); prescrição da terapia tópica (limpeza, desbridamento, cobertura farmacológica, tempo de troca do curativo); e reavaliação do paciente para ajuste da terapia tópica, se necessário. Observou-se que o instrumento proporcionou autonomia a equipe de enfermagem, e padronização nas ações e comunicação da equipe multiprofissional. Concluiu-se que o presente estudo é relevante, pois permite a avaliação clínica ampliada e de intervenções que contemplem a integralidade do paciente hospitalizado com LPPs, por parte da equipe de enfermagem. Ademais, a utilização de instrumentos pode contribuir para a educação continuada e permanente junto aos profissionais que atuam no cuidado à estes pacientes com LPPs.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-04
Como Citar
DULL PEREIRA, A.; PINTO SILVEIRA, N.; BUSANELLO, J. ELABORAÇÃO E VALIDAÇÃO DE UM INSTRUMENTO PARA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE LESÕES POR PRESSÃO. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 3, 4 dez. 2020.