UM MODELO DE TRATAMENTO FISIOTERAPEUTICO EM GRUPO PARA PACIENTES HEMIPLÉGICOS: U M RELATO DE CASO

  • Maria Lucia Borges
  • Maria Lucia de Souza Borges
  • Juliana Rosa de Paula
  • Marina Machado Rodrigues
  • Silvia Luci De Almeida Dias
  • Bruno Airton Delevate Barrera
Rótulo fisioterapia, atendimento, grupo, hemiplegia

Resumo

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), estima-se que em 2030 o Acidente Vascular Cerebral (AVC) continue sendo a segunda maior causa de morte no mundo. Devido às sequelas que alguns pacientes podem vir apresentar após AVC, estas estão relacionadas com a funcionalidade do indivíduo, e a partir destas alterações é importante o trabalho do fisioterapeuta. O tratamento fisioterapêutico em grupo, pode ser uma opção de tratamento, e vêm demonstrado diversos efeitos positivos, sendo um deles a independência funcional e a diminuição no risco de quedas. O objetivo deste estudo foi relatar os atendimentos em grupo realizados com pacientes crônicos com disfunções neurológicas decorrentes de um AVC. O estudo consiste em um relato de experiência, a partir de vários atendimentos fisioterapêuticos realizado em grupo. Estes acontecem durante o Estágio Supervisionado em Fisioterapia Ambulatorial, Saúde Pública e Comunitária II. As atividades são realizadas nas quartas e sextas, com duração de uma hora, no laboratório 207 e 115, do Curso de Fisioterapia, campus Uruguaiana, na Universidade Federal do Pampa. Antes de iniciar os atendimentos, os pacientes assinaram um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Os atendimentos iniciaram no dia 14 de agosto e foram realizados 14 atendimentos efetuados pelos estagiários. Cada sessão era planejada e desenvolvida com exercícios com enfoque em um ganho motor a ser alcançado pelos participantes, tais como: exercícios de fortalecimento de tronco, exercícios para membros superiores e para membros inferiores, exercícios de treino de coordenação motora e equilíbrio, exercícios de treino das atividades motoras e atividades de vida diária e exercícios com realidade virtual (Xbox: Kinect Adventure). O tratamento fisioterapêutico em grupo para os pacientes crônicos com disfunções neurológicas se mostrou efetivo para manutenção dos ganhos motores já adquiridos ao longo dos anos, além de, ser uma forma de inserção na comunidade e melhora do convívio social dos mesmos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-04
Como Citar
LUCIA BORGES, M.; LUCIA DE SOUZA BORGES, M.; ROSA DE PAULA, J.; MACHADO RODRIGUES, M.; LUCI DE ALMEIDA DIAS, S.; AIRTON DELEVATE BARRERA, B. UM MODELO DE TRATAMENTO FISIOTERAPEUTICO EM GRUPO PARA PACIENTES HEMIPLÉGICOS: U M RELATO DE CASO. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 3, 4 dez. 2020.