PROMOÇÃO DE FOTOPROTETORES PARA PÚBLICO INFANTIL DE URUGUAIANA-RS

  • Camila de Oliveira Pacheco
  • Felipe Barbosa de Carvalho
  • Flávia Elizabete Guerra Texeira
  • Marcelo Gomes de Gomes
  • Renata Giacomeli
  • Sandra Elisa Haas
Rótulo Câncer, Pele, Fotoeducação, Doenças, cumulativas

Resumo

O câncer pode ser definido como um conjunto de mais de cem doenças, representando um dos principais e mais complexos problemas de saúde pública no mundo. O câncer de pele não melanoma representa cerca de 30% de todos os tumores malignos registrados no Brasil. Normalmente este tipo de doença acomete pessoas acima dos 40 anos, sendo rara em negros (devido à melanina, que oferece uma proteção natural à pele) e em crianças por ser considerada uma doença cumulativa. Alguns fatores podem potencializar o desenvolvimento dessa patologia, como cor da pele, histórico familiar e horário e forma de exposição solar. Levantamentos do INCA, 2018 demonstram que o a Região Sul do Brasil apresenta a maior recorrência do câncer de pele no país e o estado do Rio Grande do Sul fica com uma taxa de ocorrência estimada em cerca de 5,71 casos para cada 100 mil homens e 4,74 casos para cada 100 mil mulheres, representando as maiores taxas do país, o que pode ser explicado pelo fato da região ter sido colonizada por imigrantes de pele clara. Embora seja uma problemática extremamente séria e de graves consequências, algumas medidas simples do dia-dia podem ser tomadas, evitando as graves consequências da doença. Dentre estas medidas, destaca-se o uso da fotoproteção desde a infância. Diante do exposto, objetivou-se com esse trabalho demonstrar medidas de fotoproteção para alunos do quarto ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental Rui Barbosa no município de Uruguaiana-RS, Brasil, através de palestras, jogos lúdicos, rodas de conversa e demonstração de como fazer a aplicação de protetor corretamente. As dinâmicas ocorreram três momentos distintos, onde no primeiro foi aplicado um questionário sobre os conhecimentos básicos dos alunos sobre o que é câncer de pele, como se proteger, causas e consequências. No segundo, depois de verificar quais eram as maiores incertezas dos alunos a respeito da fotoproteção e câncer de pele, foi realizada uma palestra dinâmica a fim de sanar as dúvidas e informar os alunos sobre os riscos da exposição aos raios solares sem as devidas proteções. Por fim, no último encontro foi proposto aos alunos que participassem de jogos adaptados para que pudessem fixar o conhecimento adquirido e, ao final dos jogos, foi reaplicado o questionário para verificar o impacto da intervenção. Ao analisar os questionários pré e pós intervenção verificou-se que os alunos assimilaram bem o conteúdo e que as dúvidas foram sanadas ao decorrer das atividades, o que é de extrema importância, uma vez que o público infantil bem informado sobre as formas de se prevenir das radiações solares estará menos propenso a desenvolver câncer de pele devido a queimaduras de pele.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-04
Como Citar
DE OLIVEIRA PACHECO, C.; BARBOSA DE CARVALHO, F.; ELIZABETE GUERRA TEXEIRA, F.; GOMES DE GOMES, M.; GIACOMELI, R.; ELISA HAAS, S. PROMOÇÃO DE FOTOPROTETORES PARA PÚBLICO INFANTIL DE URUGUAIANA-RS. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 3, 4 dez. 2020.