DISSEMINAÇÃO DO TIFTON 85 NA FRONTEIRA OESTE

  • Gabriela Maidana Valença
  • Luiza Vandrielli Goulart Unamuzaga
  • Mariana dos Santos Moreira
  • Andressa Bahú de Matos
  • Rodrigo Holz Krolow
  • Deise Dalasen Castagnara
Rótulo Extensionismo, Pecuária, Cynodon

Resumo

A Fronteira Oeste demanda de tecnologias que possam contribuir para os índices produtivos na pecuária e proporcionem aos pecuaristas perspectivas positivas para o setor. Neste contexto, a Unipampa, devido ao seu papel social de inserção na comunidade, representa uma das instituições capazes de desenvolvimento e difusão tecnológica. Desta forma, este projeto tem como objetivo atuar na expansão de uma gramínea forrageira muito válida e promissora para a região, visando estimular novas práticas de implantação e manejo de pastagens nas propriedades. Como metodologia utilizada, dividiu-se o projeto em duas etapas, onde a primeira etapa realizou-se no período entre os meses de maio a agosto. Aplicou-se um treinamento interno na equipe executante, para conhecimento da forrageira e qualidade no feitio de mudas para posterior distribuição aos produtores com o apoio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (EMATER). Também foram aplicados questionários a produtores e estudantes, para identificar o interesse em empregar Tifton 85 em suas propriedades e descobrirmos o nível de conhecimento dos mesmos quanto a implantação da forrageira e diagnosticar o interesse em receber orientação sobre a mesma, com intuito de nortear ações de extensão futuras. Dentre as ações utilizadas no projeto, também foi feita a distribuição de folders com informações sobre manejo de solos, características do Tifton 85 e orientações de manejo na implantação da forrageira. Na segunda etapa do projeto, a qual venho sendo realizada a partir do mês de agosto, foram produzidas novas mudas da forrageira para posterior implantação em áreas experimentais em propriedades na região e o levantamento dos dados coletados com os questionários aplicados online e no evento Noite da Pecuária. Os resultados obtidos demonstraram um bom retorno do produtor rural perante o projeto, tendo em vista que 74,1% das pessoas que responderam o questionário demonstraram interesse em implantar tifton 85 em sua propriedade e 88,9% manifestaram desejo em receber orientações sobre a implantação da forrageira em suas propriedades. Também notou-se que a atividade predominante nas propriedades rurais que responderam à pesquisa é a bovinocultura de corte (40,7%), seguida da ovinocultura (25,9 %) e bovinocultura de leite (18,5%). Dentre as forrageiras presentes nas propriedades rurais, temos como predominância o campo nativo seguido do azévem, já o tifton 85 mesmo sendo muito conhecido pelos produtores, possui 81,5% de produtores que não possuem conhecimento sobre um plantio e lotação adequadas, mas que demonstram interesse na implantação da forrageira pelos seus diversos atrativos. Levando em consideração todos os dados coletados e resultados obtidos, percebeu-se a importância da aproximação da universidade e produtores, proporcionando oportunidades e conhecimento aos produtores e a aplicação prática dos conhecimentos aos acadêmicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-04
Como Citar
MAIDANA VALENÇA, G.; VANDRIELLI GOULART UNAMUZAGA, L.; DOS SANTOS MOREIRA, M.; BAHÚ DE MATOS, A.; HOLZ KROLOW, R.; DALASEN CASTAGNARA, D. DISSEMINAÇÃO DO TIFTON 85 NA FRONTEIRA OESTE. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 3, 4 dez. 2020.