CÁPSULAS DE CAFÉ: ALTERNATIVA DE REAPROVEITAMENTO OBJETIVANDO A PRODUÇÃO DE MUDAS

  • Natiele Cruber Trindade
  • Jefferson Mauricio Almeida
  • Pâmela Vezzosi de Barros
  • Clarissa Kerper Bertazzo
  • Gabriel Lopes Rezende Reis
  • Juliana Young
Rótulo Artesanato, Cápsula, café, Sustentabilidade

Resumo

Extensão CÁPSULAS DE CAFÉ: ALTERNATIVA DE REAPROVEITAMENTO OBJETIVANDO A PRODUÇÃO DE MUDAS RESUMO As questões ambientais vêm ganhando visibilidade mundial, aumentando a preocupação com a geração de resíduos, como plásticos e metais, tem obtido bastante atenção. Uma das alternativas utilizadas é o reaproveitamento dos resíduos, sendo a ideia central conseguir aumentar a vida útil do material. O conceito de café em cápsulas foi criado por Eric Favre, funcionário da Nestlé, na década de 70. Com o passar dos anos a maneira de preparo do café foi repensada até ser desenvolvida a primeira cápsula de café por John Sylvan nos EUA, em parceria com a marca Keurig, a chamada K-Cup, visto as vantagens de tomar café em doses. O consumo dessas cápsulas no Brasil vem aumentando, em 2015 alcançou 7 mil toneladas (PIRES, 2018). O problema desse aumento de consumo é o incremento também na produção de resíduos. A busca por encontrar um reaproveitamento para este material inspirou a elaboração desse projeto, cujo enfoque inicial foi estimular a reutilização das cápsulas como invólucro para semear mudas de plantas, substituindo os pequenos vasos. Para o desenvolvimento do projeto foi necessário a obtenção das cápsulas, seguida pelo preparo das mudas. O objetivo principal foi a sensibilização da comunidade, assim, foram organizadas campanhas para arrecadação das cápsulas, colocando-se pontos de coleta em locais como mercados, universidade e Banco do Brasil, locais onde há fluxo de pessoas. Após a coleta, as cápsulas foram higienizadas e separadas por marca, devido a variação do seu material constituinte e tamanho. A etapa seguinte contemplou o plantio utilizando-se substrato misturado com areia. As mudas escolhidas foram de suculentas e cactos devido a sua maior resistência. Também adquiriu-se sementes de hortaliças e construiu-se uma estufa onde as mudas semeadas foram cultivadas para replantio na horta comunitária. No decorrer do trabalho foi possível observar a aceitação da comunidade e seu entusiasmo em dar um destino ambientalmente adequado a este resíduo, pois o número de capsulas recolhidas foi maior do que o esperado. As mudas de suculentas e cactos foram utilizadas em artigos de decoração nas oficinas de artesanato realizadas em parceria com a Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB), sede Caçapava do Sul/RS. Foi possível verificar a possibilidade de reutilização das cápsulas, no entanto, ainda é necessário ampliar os estudos e métodos, pois nem todo material interno das cápsulas pode ser aproveitado, somente a parte plástica foi destinada à Associação de Catadores, o filtro metalizado teve de ser descartado como rejeito. Mesmo assim, pela pesagem do material recolhido em cinco meses, foi visível que uma grande quantidade de resíduo obteve uma nova funcionalidade, aproveitados em artigos de artesanato e gerando menos resíduos para os aterros sanitários. Palavras-chave: Artesanato. Cápsula de café. Sustentabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-04
Como Citar
CRUBER TRINDADE, N.; MAURICIO ALMEIDA, J.; VEZZOSI DE BARROS, P.; KERPER BERTAZZO, C.; LOPES REZENDE REIS, G.; YOUNG, J. CÁPSULAS DE CAFÉ: ALTERNATIVA DE REAPROVEITAMENTO OBJETIVANDO A PRODUÇÃO DE MUDAS. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 3, 4 dez. 2020.