REUTILIZAÇÃO DE CÁPSULAS NA SENSIBILIZAÇÃO QUANTO AOS RESÍDUOS SÓLIDOS PÓS-CONSUMO

  • Jefferson Almeida
  • Igor Magalhães Clemente
  • Natiele Cruber Trindade
  • Juliana Young
  • Clarissa Kerper Bertazzo
Rótulo Educação, Ambiental, Mercado, café, Meio, Ambiente

Resumo

Atualmente, no Brasil, cerca de 42,3 milhões de toneladas dos resíduos coletados são dispostos em aterros sanitários e mais de 29 milhões são despejados em lixões que não possuem nenhum critério sanitário de proteção do meio ambiente (ABRELPE,2017). Um produto que vem ganhando destaque nas prateleiras dos supermercados são as cápsulas de café. Segundo Pintarelli & Almeida (2017), foi estimada a produção e venda de 660 toneladas deste produto no país em 2014. Mesmo representando 0,6% do mercado de café, isso reflete em consequências ambientais com a geração de resíduos pós-consumo. Objetivando sensibilizar a população do município quanto a responsabilidade da geração de resíduos, optou-se em fazer das cápsulas um recipiente para mudas de hortaliças e suculentas e distribui-las em eventos da cidade. O primeiro passo para reciclar ou reutilizar qualquer resíduo é fazendo-se a sua coleta. Para isso, foram dispostos pontos de arrecadação para cápsulas na Universidade, em três grandes mercados e no Banco do Brasil. As coletas foram feitas semanalmente. Após a coleta, as cápsulas passaram pelo processo de limpeza, que foi realizada pelo grupo de monitores. Os materiais utilizados foram estilete, pinça ou tesoura para retirar o alumínio, plástico e borra de café. Esses resíduos foram separados e destinados de forma ambientalmente correta. A borra de café foi utilizada na composteira que fornecerá húmus para horta comunitária. O alumínio e o plástico recolhidos foram entregues para a associação de catadores do município (Recicla Pampa). O plantio das cápsulas se deu em duas maneiras: semeadura e plantio de mudas. Para isso construiu-se uma estufa com a finalidade de abriga-las, misturou-se o substrato com areia, efetivando o plantio. Como uma estratégia para a sensibilização da população, participou-se da Feira do Livro e da Feira de Ciências, a primeira ocorreu no Salão Paroquial, onde foram expostos pôsteres e distribuídas 130 mudas de hortaliças, e a segunda, no espaço Levittá onde foram distribuídas 45 mudas de suculentas. No período de 5 meses, contabilizou-se 2936 cápsulas coletadas. Deste montante, após limpeza, foram gerados 16,97 kg de borra de café; 2,04 kg de plástico e 1,59 kg de rejeito. Os objetivos propostos foram atingidos tendo em vista a quantidade de cápsulas arrecadas no curto período de tempo e as pessoas que foram sensibilizadas nos eventos quanto a importância da segregação dos resíduos na origem e reaproveitamento. A quantidade de cápsulas arrecadadas reflete a participação da população caçapavana, pois sem os mesmos, não seria possível o reaproveitamento das quase 3 mil cápsulas e seus componentes, pelo contrário, tenderiam a ser destinadas a aterros sanitários ou outras formas incorretas de dispor resíduos sólidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-04
Como Citar
ALMEIDA, J.; MAGALHÃES CLEMENTE, I.; CRUBER TRINDADE, N.; YOUNG, J.; KERPER BERTAZZO, C. REUTILIZAÇÃO DE CÁPSULAS NA SENSIBILIZAÇÃO QUANTO AOS RESÍDUOS SÓLIDOS PÓS-CONSUMO. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 3, 4 dez. 2020.