GESTÃO DO CONHECIMENTO: CONVERSÃO DO CONHECIMENTO TÁCITO EM EXPLÍCITO NA PREFEITURA DE SANTANA DO LIVRAMENTO-RS

  • Pedro Gonzalez
  • Igor Baptita de Oliveira Medeiros
Rótulo Gestão, conhecimento, Conhecimento, tácito, explícito

Resumo

Este trabalho buscou elaborar, através de um estudo das lacunas na gestão do conhecimento após análise in loco, um manual registrando o conhecimento tácito e empírico dos servidores da Diretoria de Serviços de Pessoal da Prefeitura de Santana do Livramento RS. Sabidas são as complexidades e dificuldades de gestão no âmbito do serviço público neste país. Embora a eficiência tenha sido consagrada como princípio da Administração Pública em nossa Carta Magna, percebe-se que há, ainda, lacunas a serem preenchidas nesse quesito em nossas instituições. As organizações privadas têm-se atualizado com ferramentas de gestão condizentes para sua competitividade, processos mais eficientes e rearranjos organizacionais a fim de obter melhores estruturas e atender melhor às exigências do mercado. No entanto, a administração pública municipal parece vir na contramão dessa tendência. A gestão do conhecimento nesse nível da gestão pública foi ignorada até as últimas décadas, causando que certas tarefas, principalmente, as que possuem alto grau de especificidade e complexidade, fiquem sem mão de obra qualificada com a ausência do indivíduo que possui o conhecimento para realizá-las. Este fato pode ser identificado em setores da administração pública municipal que ficaram por muitos anos sem reposição de servidores ou quando parte dos servidores de determinado cargo estão em vias de aposentadoria. O conhecimento, usualmente, é adquirido empiricamente e transmitido de maneira informal no setor público, o que é conhecido na literatura como conhecimento tácito, que difere do conhecimento explícito, ou codificado, por este se referir ao conhecimento transmissível em linguagem formal, sistemática, padronizada (FLEURY, 2002). Salvo exceções esporádicas, esta é a regra também para a geração do conhecimento na Prefeitura Municipal de Santana do Livramento RS. Não há, para os servidores, programas de capacitação, ao menos institucionalizados, tampouco manuais de procedimento padrão para cada atribuição. Assim, o presente trabalho justificou-se pela oportunidade de evitar que se cometam erros nos trâmites dos processos administrativos, formalizando-se o procedimento padrão, as secretarias por que devem tramitar e sua ordem, além de definir quais são prioritários. Com isso, há a perspectiva de colaborar para a melhoria do setor de Diretoria de Serviços de Pessoal, visto que o avanço da gestão em organizações públicas, dentre elas a gestão do conhecimento, é um meio importante para que as instituições possam otimizar suas estruturas e processos, a fim de gerar impactos desejáveis e criar valor público percebido pela sociedade, obedecendo aos requisitos de eficiência, eficácia e, principalmente, efetividade na Administração Pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-04
Como Citar
GONZALEZ, P.; BAPTITA DE OLIVEIRA MEDEIROS, I. GESTÃO DO CONHECIMENTO: CONVERSÃO DO CONHECIMENTO TÁCITO EM EXPLÍCITO NA PREFEITURA DE SANTANA DO LIVRAMENTO-RS. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 3, 4 dez. 2020.