TOUR VIRTUAL NO MUSEU DA GRAVURA BRASILEIRA EM BAGÉ/RS

  • Felipe Maciel Lopes
  • Antonio da Silva Bozzano
  • Wilhan Marques Alves
  • Francisco Carlos Rodrigues Lucas
  • Maria Elaine dos Santos Leon
  • João Abelar Martins Costa
Rótulo Museu, Tour, Virtual, Modelagem, Realidade

Resumo

Compreender o papel fundamental dos museus nos nossos dias, como instituição museológica que sofreu grandes alterações e foi alvo de discussões que motivaram novas formas de pensar o museu, havendo agora consciência de que necessita se libertar do seu espaço tradicional e limitado, para se tornar acessível ao grande público. Cada vez mais o museu tem de se adaptar às necessidades da sociedade atual que se encontra em constante mutação (MUCHACHO, 2005). Na tentativa de promover por meio de acesso virtual, com recursos de imersão, um maior reconhecimento do Museu da Gravura Brasileira - MGB, localizado em Bagé/RS e de seu acervo como identidade e patrimônio cultural brasileiro, é que se propõe um novo olhar por meio de tecnologias inovadoras. Alguns métodos e atividades foram realizados, para alcançar os objetivos propostos, como realização de visitas técnicas in loco, através do detalhamento e de informações históricas, forma de concepção e impressão das obras do acervo, que é composto de mais de 1700 itens, nas técnicas de gravura; serigrafia, gravura em metal, xilogravura, ponta seca, fotografias entre outras técnicas para captação digital e modelagem 3D, bem como foi detalhada a história e criação do MGB e dos artistas plásticos, denominado Grupo de Bagé Scliar, Glênio, Glauco e Danúbio, seus principais incentivadores. Os resultados obtidos a partir da captação das obras selecionadas para melhor relacionar o fenômeno da imersão à capacidade de percepção humana da realidade a ser captada e, dos objetos escolhidos, passaram pelo processo de unificação da programação e modelagem, com a utilização das ferramentas computacionais Unity e 3DMax, para criação de animações e modelagem dos objetos pré-definidos pela curadoria do MGB. A partir da fusão dos resultados gerados é que se torna possível especificar como uma experiência de imersão um tour virtual, onde a modelagem dos objetos e do ambiente se encontra em fase inicial de testes de usabilidade e funcionamento, sendo possível visitar virtualmente os ambientes internos e algumas obras e objetos já modelados. Na perspectiva de colaborar para a preservação da história, memórias, rememórias, visitas e revisitas; onde a cultura e a riqueza de detalhes que podem ser experenciadas nestes espaços, os museus contém um grande significado por ser um lugar de conexão entre passado presente e futuro, neste contexto o fortalecimento da aliança das tecnologias atuais em benefício da divulgação do patrimônio histórico de forma interativa e acessível a todas as pessoas. REFERENCIAS: MUCHACHO, R. Museus virtuais: a importância da usabilidade na mediação entre o público e o objecto museológico.In:CONGRESSO DA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 4, 2005, Aveiro. Livro de Actas do... Aveiro: Universidade de Aveiro, 2005. p. 154 -1547.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-04
Como Citar
MACIEL LOPES, F.; DA SILVA BOZZANO, A.; MARQUES ALVES, W.; CARLOS RODRIGUES LUCAS, F.; ELAINE DOS SANTOS LEON, M.; ABELAR MARTINS COSTA, J. TOUR VIRTUAL NO MUSEU DA GRAVURA BRASILEIRA EM BAGÉ/RS. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 3, 4 dez. 2020.