LETRAMENTO LITERÁRIO A PARTIR DE RODAS DE LEITURA DE MANGÁ

  • Lazaro Cabral de Bem
  • Vera Lúcia Cardoso Medeiros
Rótulo Leitura, literária, Rodas, leitura, Mangás

Resumo

O projeto de extensão Confraria Poética propõe a realização de RODAS DE LEITURA, entendidas como atividades de leitura literária e mobilizadoras de experiências estéticas. As RODAS DE LEITURA foram desenvolvidas em uma escola municipal de ensino fundamental da cidade de Bagé, com estudantes do oitavo ano, e tiveram como tema o letramento literário a partir da utilização de mangás e animes. Mangás são narrativas em quadrinhos produzidas no Japão e, como diz Noronha (2013), este gênero pode ser considerado derivação, por empobrecimento, de mitos japoneses. Já animes são adaptações dos mangás para o formato de desenhos animados, e muitos deles acabam recebendo adaptações para o cinema e até mesmo para filmes do tipo live action. Entre os objetivos das RODAS DE LEITURA aqui apresentadas estão promover encontros semanais para leitura literária; estimular o interesse pela leitura literária a partir de um gênero conhecido e apreciado pelo grupo com o qual a atividade foi realizada; refletir sobre como estes gêneros da cultura juvenil de massa podem colaborar para o letramento literário no ensino fundamental. Como referencial teórico, destacam-se as obras Letramento literário (COSSON, 2006) e Apocalípticos e integrados (ECO, 1984). O corpus de análise que sustenta este estudo é composto por falas, atitudes e produções escritas dos estudantes as quais foram observadas e realizadas durante os encontros semanais. Nesses encontros, ocorreram as RODAS DE LEITURA de mangás e a exibição de animes. A partir da leitura em voz alta dos textos, houve apresentação do histórico e das características do gênero; exibição de episódios de animes; leitura do mangá; discussões sobre o material lido e visto; comparação entre a linguagem do mangá e a do anime. Em uma segunda etapa, foi exibido um crossover, gênero de texto audiovisual que une personagens de diferentes animes, visando preparar o grupo para criação de história original formada por personagens, espaço, motivações, desenvolvimento e desfecho. Na metodologia de análise do projeto de extensão, são usados procedimentos próprios de pesquisa de campo, para levantamento dos dados, e de pesquisa bibliográfica, para análise da participação dos alunos nas atividades. Resultados parciais obtidos até o momento indicam que os gêneros mangá e anime, que são produções culturais de massa de fácil acesso e aceitação entre os jovens, despertaram interesse dos estudantes, que se envolveram nas atividades propostas e manifestaram disposição para escreverem suas histórias e realizarem outras leituras literárias. COSSON, Rildo. Letramento literário. São Paulo: Contexto, 2006. ECO, Umberto. Apocalípticos e integrados. São Paulo: Perspectiva, 1984. NORONHA, Fernanda Silva. Animês e mangás: o mito vivo e vivido no imaginário infantil. 2013. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. doi:10.11606/T.48.2013.tde-17122013-152946. Acesso em: 2019-09-26.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-04
Como Citar
CABRAL DE BEM, L.; LÚCIA CARDOSO MEDEIROS, V. LETRAMENTO LITERÁRIO A PARTIR DE RODAS DE LEITURA DE MANGÁ. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 3, 4 dez. 2020.