EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA COM ENFOQUE NA SENSIBILIZAÇÃO DE CRIANÇAS SOBRE A POSSE RESPONSÁVEL DE ANIMAIS

  • Danielly Marinho Trindade
  • Dimas Dal Magro Ribeiro
  • Luiza Pitta Pinheiro Collares
  • Júlia Fortunato Prieto
  • Marcelo Dal Pozzo
  • Deise Dalazen Castagnara
Rótulo Bem-estar, animal, Posse, responsável, Sensibilização, Crianças, Zoonoses

Resumo

A cidade de Uruguaiana possui um alto índice de cães e gatos errantes. A desinformação da sociedade sobre a posse responsável e o bem-estar dos animais pode ser considerada como um dos motivos que levam ao abandono. Sensibilizar crianças sobre os cuidados básicos necessários para seus pets é uma forma indireta de levar o conhecimento também para os adultos. Os objetivos do trabalho foram identificar o nível de conhecimento de crianças sobre a posse responsável, determinar os temas de maior fragilidade e sensibilizar os alunos em relação ao tratamento oferecido aos animais. O projeto Patas do Pampa realizou uma abordagem didática em quatro escolas da cidade, atuando em turmas do Ensino Fundamental, alfabetizadas, com um total de 67 alunos. A primeira etapa das visitas consistia na aplicação de um questionário com nove perguntas objetivas relacionadas à posse responsável de cães e gatos. Após o recolhimento dos questionários, o grupo realizava uma apresentação oral abordando cada um dos temas contemplados nas perguntas. A terceira parte das visitas se dava pela segunda aplicação dos questionários, com as mesmas perguntas anteriores, a fim de identificar melhora ou não nas respostas após a exposição oral do projeto. Depois da terceira etapa, solicitava-se que as crianças relatassem para seus familiares o que haviam aprendido com a apresentação. No final de cada dia era realizada a contagem e tabulação dos dados arrecadados em planilhas Excel. Dentre as perguntas realizadas, estavam: Com relação ao fornecimento de comida e bebida para o animal, o que é correto?, Quando o animal está enfermo, qual a maneira certa de agir? e O que são zoonoses?. Em relação ao fornecimento de comida e bebida, no primeiro questionário 82% dos alunos assinalou a alternativa correta (ração e água potável), sendo que depois esse número subiu para 91%. Sobre como agir numa situação em que o pet se encontrasse doente, 86,56% das crianças afirmou que o ideal seria levar o animal ao veterinário desde o primeiro questionário, e na segunda vez esse dado subiu para 89,55%. Dentre as questões aplicadas, o destaque vai para a que tratava do conceito de zoonoses, na qual apenas 11,94% dos alunos assinalou a alternativa correta, porém quando o questionário foi aplicado novamente 77,61% do grupo definiu que zoonoses são doenças transmitidas dos animais para os homens, ou seja, houve um aumento de 65,67% no número de acertos. Em dados obtidos no ano anterior, houve um crescimento de 75,5% nas respostas certas do primeiro para o segundo questionário nesta pergunta. Através da comparação dos resultados fica claro que após a realização da palestra houve uma melhora no entendimento das crianças sobre os temas abordados nos questionários. Considerando que uma porcentagem muita baixa de alunos conhecia o termo zoonoses, pode-se dizer que em novas abordagens este será um assunto de destaque nas palestras, enfatizando sua importância na sociedade como um todo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-04
Como Citar
MARINHO TRINDADE, D.; DAL MAGRO RIBEIRO, D.; PITTA PINHEIRO COLLARES, L.; FORTUNATO PRIETO, J.; DAL POZZO, M.; DALAZEN CASTAGNARA, D. EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA COM ENFOQUE NA SENSIBILIZAÇÃO DE CRIANÇAS SOBRE A POSSE RESPONSÁVEL DE ANIMAIS. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 3, 4 dez. 2020.