EQUOTERAPIA, EDUCAÇÃO E CHIMARRÃO: AO PASSO SE VAI AO LONGE - PROGRAMA DE EXTENSÃO

  • Luana Perdiz Duarte
  • Gabriele Mota da Silva
  • Juliana Macke Hellwig
  • Renanda Goulart Fernandes
  • Silvia Luci De Almeida Dias
  • Gisele Silveira Blanco
Rótulo Equoterapia, Pessoas, deficiência, Reeducação

Resumo

A Equoterapia é um método terapêutico que utiliza o cavalo como instrumento cinesioterapêutico. A Equoterapia estimula a socialização, a autoestima, a segurança, a afetividade, a psicomotricidade, as articulações de fala, a ludicidade, a disciplina, as atividades de ensino-aprendizagem, o raciocínio lógico-matemático, as perspectivas motoras e sensoriais, entre outras competências e habilidades. O objetivo deste trabalho é descrever o Programa de Extensão da unipampa: Equoterapia, Chimarrão e Educação: ao passo se vai ao longe. Este programa ocorre nas dependências do Círculo Militar de Uruguaiana(CEU). Atendendo 44 (quarenta e quatro) praticantes entre crianças, adolescentes, adultos e idosos, todos os praticantes apresentam algum grau de disfunção motora e /ou cognitiva. Os profissionais pertencentes à equipe multidisciplinar são 2 fisioterapeutas, 1 educador físico, 1 psicólogo, 1 instrutor de equitação, 1 professora, 10 monitor auxiliar-guia. O Programa iniciou suas atividades em fevereiro de 2017, contou com a colaboração de sete (7) bolsistas voluntários, todos do Curso de Fisioterapia, excetuando, uma do Curso de Medicina Veterinária. As atividades ocorrem nas segundas e/ou quartas à tarde. Os acadêmicos junto com a equipe multidisciplinar realizam atividades como: preenchimento de questionários da condição social e familiar; organização do ambiente para as atividades, tanto no picadeiro como fora; oficina de construção de brinquedos, através de material reciclável; avaliação, indicação e encaminhamento dos praticantes para a confecção de órteses; participam das atividades dos seguintes programas básicos de Equoterapia: hipoterapia, (re)educação e pré-esportiva; entre outras atividades. Os bolsistas atuam dentro do picadeiro, em todos os níveis de atuação tanto terapêutica quanto educativa (tais como: trabalho pedagógico de alfabetização e semi-alfabetização, trabalho de estimulação do esquema corporal, estimulação das noções de lateralidade, espaço-temporais, e coordenação motora ampla e fina) e para-equestre.Atualmente o Programa também serve para o desenvolvimento de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) da Fisioterapia, e gerou dois artigos científicos e um capítulo de livro. Percebe-se que o trabalho realizado pelos universitários estimula e aprimora a saúde física e mental dos praticantes, reforçando os benefícios que a Equoterapia em si proporciona, pois os praticantes conseguem vivenciar outras pessoas, outros olhares, outras formas gestuais e verbais que não só a da equipe multidisciplinar. A inserção do acadêmico da unipampa neste projeto é importante, pois se estimula o desenvolvimento da capacidade de desenvolver habilidades, atitudes e conhecimentos na área da Equoterapia, tanto para o ensino como para a pesquisa; o acadêmico é estimulado a desenvolver suas habilidades de comunicação, observação, adaptação, flexibilidade e criatividade frente à realidade física, cultural e social dos praticantes e suas famílias.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-04
Como Citar
PERDIZ DUARTE, L.; MOTA DA SILVA, G.; MACKE HELLWIG, J.; GOULART FERNANDES, R.; LUCI DE ALMEIDA DIAS, S.; SILVEIRA BLANCO, G. EQUOTERAPIA, EDUCAÇÃO E CHIMARRÃO: AO PASSO SE VAI AO LONGE - PROGRAMA DE EXTENSÃO. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 3, 4 dez. 2020.