EDUCAÇÃO AMBIENTAL: REAPROVEITANDO CÁPSULAS DE CAFÉ

  • Pamela Barros
  • Gabriel Marinho dos Santos Barbosa
  • Julia Cabral Mendonça
  • Natiele Cruber Trindade
  • Juliana Young
  • Clarissa Kerper Bertazzo
Rótulo Coleta, seletiva, Oficinas, Sensibilização

Resumo

A necessidade de reaproveitamento dos resíduos torna-se maior a cada ano tendo em mente o custo de sua destinação a um aterro sanitário. Em 2014, a população brasileira consumiu 660 toneladas de café em cápsulas (PINTARELLI, 2017). Na maioria das cidades brasileiras essas cápsulas ainda não possuem coleta e um destino adequado sendo descartadas no coletor de resíduos orgânicos, com excessão das cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. No Estado do Rio Grande do Sul não há recolha desse resíduo, justificando a iniciativa deste projeto. O trabalho tem por objetivo sensibilizar a população de Caçapava do Sul/RS quanto as questões relacionadas aos resíduos sólidos, principalmente quanto a responsabilidade compartilhada prevista na Lei Federal n° 12.305/2010 (BRASIL, 2010, art.30). Está sendo desenvolvido por meio de oficinas (artesanato, compostagem, horta comunitária), contando-se com uma equipe executora e com parcerias, como da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (EMATER) e da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB). No intuito de coletar as cápsulas de café, instalou-se pontos de coleta com a colaboração do comércio local, sendo o seu recolhimento semanal. Foi executada a caracterização dos materiais constituintes e realizada a pesagem dos mesmos, utilizando-se uma balança analítica. Na limpeza das cápsulas utilizou-se: água quente, sabão líquido, estilete, pinça, esponja, escova manual e bandeja. Para alcançar o objetivo proposto foram realizadas, além das oficinas, campanhas de coleta, exposição do projeto em feiras com a distribuição de 175 mudas de hortaliças e suculentas cultivadas nas cápsulas. A horta comunitária está sendo implantada na sede da AABB com os integrantes do Programa AABB Comunidade. Como resultado obteve-se, no período de cinco meses, a participação de 107 pessoas nas oficinas, 2.936 cápsulas prontas para a utilização e 16,97 Kg de borra de café destinada à compostagem. Ainda, 2,04 Kg de resíduo plástico doado à Associação Recicla Pampa e 1,59 Kg de rejeito. Neste período foram ministradas quatro oficinas de artesanato, uma de compostagem e quatro de preparação da horta. Os artefatos produzidos nas oficinas de artesanato serão comercializados em novembro na Feira Ecológica da cidade pelos alunos das séries finais do AABB Comunidade. Essa ação visa a inserção dos alunos neste nicho e possível geração de renda. Conclui-se que o objetivo foi alcançado mensurando-se a adesão da comunidade em descartar as cápsulas nos pontos de coleta e pela participação nas oficinas. No entanto, tendo em vista a grande quantidade de cápsulas descartadas pela comunidade, percebeu-se o problema que seria gerado ao término do projeto. Por este motivo, entrou-se em contato com as empresas fabricantes no intuito de dar continuidade à coleta das cápsulas, mantendo um destino ambientalmente adequado. Palavras-chave: Coleta seletiva.Oficinas. Sensibilização.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-12-04
Como Citar
BARROS, P.; MARINHO DOS SANTOS BARBOSA, G.; CABRAL MENDONÇA, J.; CRUBER TRINDADE, N.; YOUNG, J.; KERPER BERTAZZO, C. EDUCAÇÃO AMBIENTAL: REAPROVEITANDO CÁPSULAS DE CAFÉ. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 3, 4 dez. 2020.