POPULAÇÕES DO CAMPO

  • Karen Zart
  • Angela Demarchi
  • Annie Mehes Maldonado Brito
Rótulo Populações, campo, povos

Resumo

O presente projeto de pesquisa objetivou analisar as representações sociais de estudantes da UNIPAMPA referente às populações do campo, no que tange à compreensão de quem são esses povos e quais são os pensamentos sociais que possuem acerca dos mesmos. A presente pesquisa se caracterizou como um estudo de natureza empírica, realizada por meio de pesquisa de campo. Os participantes foram 128 discentes do curso de Licenciatura em Educação do Campo Unipampa Campus Dom Pedrito. Para a coleta de dados foi utilizado um questionário, composto por duas partes: a primeira caracterizou-se pelos dados de identificação dos participantes; e a segunda parte foi composta pela Técnica de evocação livre a partir do termo Populações do Campo. Esta técnica consiste em solicitar ao indivíduo que escreva no mínimo três e no máximo oito palavras ou expressões que lhe venham à mente, imediatamente após a leitura de um estímulo indutor. A análise dos dados foi feita a partir do software Iramuteq, o qual gerou um diagrama de quatro quadrantes organizados em dois eixos: O eixo vertical corresponde à frequência de evocação das palavras e o eixo horizontal, à ordem média de evocações. O quadrante superior esquerdo da tabela indica os elementos da representação considerados como provavelmente centrais, são aqueles em que as frequências são maiores e mais prontamente evocados.Neste quadrante o principal elemento é o trabalho compreendendo o trabalho como princípio educativo e como produção da vida.. Escolas foi a segunda palavra deste quadrante, pontuada como fundamental na vida das pessoas que no campo vivem. Quanto aos elementos intermediários, o quadrante superior direito, constitui a periferia próxima, e há chances desses elementos serem periféricos com alto grau de ativação. Uma das palavras deste quadrante é educação, ao analisar as justificativas, foi possível constatar que os participantes da pesquisa indicam educação como uma problemática, e explicitam a precariedade das condições físicas das escolas. O quadrante inferior esquerdo contém os elementos pouco evocados, mas mencionados com prontidão e se referem também a outra periferia próxima. Houve a menção da palavra lutadores, associando a mesma aos movimentos sociais. As populações do campo trazem consigo uma carga histórica muito rica, são sinônimos de cultura e luta, no entanto, discriminados e pouco conhecidos. A imagem midiática difundida contribuiu para criação de uma visão estereotipada das populações do campo, porém, a partir desta pesquisa é possível notar que os estudantes do curso de Licenciatura em Educação do Campo, conseguem ter uma visão diferenciada acerca destes, isso se dá pelo fato de estarem mais próximos de tal realidade, já que muitos dos participantes fazem parte dos povos do campo, e no processo formativo discutem o cotidiano e a realidade das pessoas que vivem no campo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-08-28
Como Citar
ZART, K.; DEMARCHI, A.; MEHES MALDONADO BRITO, A. POPULAÇÕES DO CAMPO. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 28 ago. 2020.