A ANÁLISE LOGÍSTICA DE UMA INDÚSTRIA DE COSMÉTICOS: COM FOCO NA DISTRIBUIÇÃO FÍSICA

  • Monique Gonçalves
  • Maria Eduarda Camargo Rocha
  • Aline Gomes Lopes
  • Luciele Nunes Sabin
  • Ivonir Petrarca Dos Santos
Rótulo Logística, Cadeia, suprimentos, Produtos

Resumo

A logística empresarial auxilia em como a administração pode evitar prejuízos e aumentar seus lucros, por meio do planejamento, organização e controle, para simplificar a sucessão de movimentação e armazenagem que o produto passa até chegar ao consumidor (BALLOU, 2009). O segmento da logística empresarial que corresponde ao grupo das operações relacionadas à movimentação, estocagem e processamento de produtos, do lugar de sua produção até o local de destino, é denominado de distribuição física e está relacionado ao fluxo dos produtos da transformação ao cliente final (BALLOU, 2009). Sua finalidade é garantir que o produto esteja no lugar certo, no momento certo e com o nível de serviço desejado, a um custo razoável (NOVAES, 2007). O objetivo do estudo é propor sugestões de melhorias no processo de uma indústria de cosméticos com o foco em sua distribuição física, demonstrando a situação atual e compará-la com as melhorias propostas, observando aspectos como identificação, embalagem, armazenamento, proteção, preservação e movimentação (manuseio e/ou transporte). Como metodologia utilizou-se de visitas in loco, a fim de observar os processos de fabricação e analisar como são realizados os processos logísticos existentes na empresa durante a produção de seus produtos. As etapas de desenvolvimento do trabalho foram: observação do processo; desenho da planta baixa da empresa; construção de uma maquete; análise do processo e discussão de possíveis melhorias. A construção da maquete teve como objetivo facilitar a análise da situação atual e demonstrar as mudanças propostas. Realizou-se o planejamento das ações necessárias para implantação das mudanças, as quais foram: na identificação das matérias-primas foi a aquisição de uma etiquetadora, pois o código interno é escrito, podendo tornar difícil o entendimento dos números, o que pode acarretar em problema na utilização e compra de produtos errados; na identificação dos lotes de produtos acabados foi sugerido que a empresa colocasse uma etiqueta com cores para identificação rápida dos lotes; quanto à movimentação das matérias-primas, das embalagens e do estoque dos produtos em processo, estás são realizadas de maneira manual pelas as funcionárias, o que demanda , em média, de doze viagens para coleta dos materiais. Portanto, conclui-se que: a padronização da identificação das matérias-primas trará benefícios uma vez que evitará erros na manipulação; a utilização de uma etiqueta colada nas caixas otimizará o tempo de identificação dos lotes e auxiliará na gestão de estoque. Os ganhos com a utilização do carrinho para a movimentação das matérias-primas e das embalagens poderão ser mensurados pela a redução de aproximadamente 75% do tempo de separação dos materiais e nos demais tempos de movimentação, influenciando diretamente no lead time de produção e reduzindo duas das 7 perdas apresenta no sistema Lean Manufacturing que é da movimentação e o transporte.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-08-28
Como Citar
GONÇALVES, M.; EDUARDA CAMARGO ROCHA, M.; GOMES LOPES, A.; NUNES SABIN, L.; PETRARCA DOS SANTOS, I. A ANÁLISE LOGÍSTICA DE UMA INDÚSTRIA DE COSMÉTICOS: COM FOCO NA DISTRIBUIÇÃO FÍSICA. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 28 ago. 2020.