MOTIVAÇÃO NO CONTEXTO DE PARCELAMENTOS SALÁRIAIS: ESTUDO COM BRIGADIANOS DE SANTANA DO LIVRAMENTO - RS

  • Lillian Machado
  • Paulo Cesar Fagundes da Silva Filho
  • Natalia Silveira Vaz Martins
  • Adriano Gonçalves da Silva
  • Aline Fonseca Parada
  • Sebastiao Ailton Da Rosa Cerqueira Adao
Rótulo Motivação, Parcelamento, Salário, Servidores, Públicos

Resumo

Este estudo teve como objetivo, entender o atual nível de motivação dos profissionais da Brigada Militar do 2º RPMon de Santana do Livramento-RS. Em 1º de janeiro de 2015, José Ivo Sartori foi empossado governador do Rio Grande do Sul, que era no momento, um dos estados mais endividados do Brasil, com uma dívida que chegava a R$50 bilhões com o governo federal. Logo após assumir o cargo, suspendeu provisoriamente o pagamento de dívidas advindas da gestão de seu antecessor Tarso Genro. Em sequência, adiou novos concursos públicos, bem como nomeações de concursos já realizados. Houve também, corte de 40% das horas extras da Brigada Militar, Corpo de Bombeiros e policia Civil. Estas medidas constituíam a 1ª fase do ajuste fiscal, economizando pouco mais de R$1 bilhão. Em julho do mesmo ano, foi anunciada a confirmação do parcelamento dos salários públicos em três vezes. Foi então que funcionários de diversos setores públicos, indignados e transtornados pela decisão, deram início a vários movimentos contrários ao governo, aderiram à greve e sindicatos pediram a prisão do atual governador José Ivo Sartori. Podemos observar que a motivação dos funcionários vem sendo diretamente afetada pelo contexto econômico do Estado. O método escolhido para avaliar o tema abordado nesse artigo foi o de avaliação qualitativa, com a aplicação de um questionário semiestruturado. Esse questionário terá como objetivo identificar quais são os fatores que influenciam a motivação dos servidores públicos do 2ºRPMon de Santana do Livramento. Diante dos resultados da pesquisa realizada em comparação com o material exposto neste artigo, podemos perceber que os trabalhadores deste setor público, apresentam grande desmotivação. Não houve entre os entrevistados, sequer um resultado positivo quanto as suas necessidades de autorrealização e estima. Uma vez que não se sentem valorizados e reconhecidos pelo esforço empregado em suas funções. Essa crise econômica que o Rio Grande do sul, assim como o país, vem enfrentando no último ano, afeta diretamente a qualidade de vida desses trabalhadores. Percebemos que sequer suas necessidades fisiológicas estão sendo satisfeitas, causando inclusive, problemas de saúde e psicológicos, tendo em vista que o entrevistado C revelou ter tido a necessidade de procurar assistência psicológica e médica (pagas de seu próprio bolso), quando teve início os parcelamentos. O entrevistado C teve crise de stress, que fez com que fosse necessário seu afastamento das atividades pelo prazo de dez dias. Percebe-se com isso, a grande necessidade de encontrar uma solução real para os problemas econômicos enfrentados pelo estado, tendo em vista que não há condições de continuar da maneira que está. A desmotivação que se espalha entre os trabalhadores do setor, afeta diretamente a eficácia e eficiência de suas tarefas, além de prejudicar incontestavelmente sua qualidade de vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-08-28
Como Citar
MACHADO, L.; CESAR FAGUNDES DA SILVA FILHO, P.; SILVEIRA VAZ MARTINS, N.; GONÇALVES DA SILVA, A.; FONSECA PARADA, A.; AILTON DA ROSA CERQUEIRA ADAO, S. MOTIVAÇÃO NO CONTEXTO DE PARCELAMENTOS SALÁRIAIS: ESTUDO COM BRIGADIANOS DE SANTANA DO LIVRAMENTO - RS. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 28 ago. 2020.