CONHECER PARA PRESERVAR: MEMÓRIA E HISTÓRIA DO CEMITÉRIO DAS IRMANDADES DE JAGUARÃO, RS.

  • Wendell Lucena
  • Wendell de Oliveira Lucena
  • Rafaeli Albrich Naressi
  • Alessandra Buriol Farinha
Rótulo Cemitério, das, Irmandades, Jaguarão, Preservação, Turismo, Patrimônio

Resumo

Os cemitérios têm sido objeto de estudo em diversas áreas. O presente resumo apresenta parte dos resultados do Projeto de Pesquisa Turismo no Cemitério das Irmandades: história, memória, arte, simbolismo e educação patrimonial em Jaguarão, RS. O objetivo é dar visibilidade à algumas ações desenvolvidas junto ao projeto, que tangem ao estudo da história, memória e arte tumular entendendo que o conhecimento sobre o lugar pode incentivar a sua preservação. O Cemitério das Irmandades de Jaguarão foi inaugurado no ano de 1958, tendo sido construído em um terreno distante do centro da cidade por medidas higienistas da época. As normas sanitárias indicavam que o local de inumação deveria ser distante da zona urbana, para evitar contaminações. De acordo com Del Puerto, Leoti e Cunha (2017) um surto de cólera que se abateu sobre Jaguarão e levou boa parte da população a óbito fez com que o Cemitério das Irmandades fosse utilizado antes da inauguração. Com o tempo, o Cemitério das Irmandades passou a ser um lugar de estratificação social, onde se pode observar túmulos e mausoléus que ostentam materiais, estatuária, ornamentos, símbolos que podem ser analisados sob diversas perspectivas, religiosidade, poder, social, político, artístico, dentre outros. Entende-se que o cemitério é um patrimônio e que preserva-lo é uma forma de saudar a história e a memória da cidade e região. A metodologia utilizada até o presente junto ao projeto de pesquisa é a digitalização do acervo do Cemitério das Irmandades existente no Instituto Histórico e Geográfico de Jaguarão e acervo do Cemitério das Irmandades (atas e outros documentos) e entrevistas com moradores do município de Jaguarão, estudiosos, antigos funcionários do cemitério. Está sendo constituído um acervo fotográfico para documentar o acervo existente no local. O curso de Gestão de Turismo da UNIPAMPA tem desenvolvido visitações guiadas no cemitério a fim de divulgar as ações do projeto e de incentivar o turismo em cemitérios como uma forma de conhecimento e consequentemente, de preservação. O desenvolvimento do Turismo no Cemitério das Irmandades que tem envolvido docentes, discentes e comunidade em geral a este espaço e criar assim a ideia de apropriação do espaço e o entendimento que esse lugar pode acolher ações, pesquisas em diversas áreas, turismo, hospitalidade e lazer. Durante o roteiro, os visitantes compartilham histórias e memórias de inumados no cemitério, sobre antigos familiares, personalidades, curiosidades, informações valiosas que são absorvidas como dados da pesquisa e que fazem parte da história e memória de Jaguarão, mesmo não estando em documentos oficiais. Foi verificado que o Cemitério das Irmandades atualmente encontra-se com alguns túmulos vandalizados, com dificuldades de orçamento para se manter e sem o prestígio da comunidade com relação ao seu valor histórico, memorial e artístico, o que justifica o desenvolvimento deste tema.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-08-28
Como Citar
LUCENA, W.; DE OLIVEIRA LUCENA, W.; ALBRICH NARESSI, R.; BURIOL FARINHA, A. CONHECER PARA PRESERVAR: MEMÓRIA E HISTÓRIA DO CEMITÉRIO DAS IRMANDADES DE JAGUARÃO, RS. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 28 ago. 2020.