O DESIGN THINKING E SUAS IMPLICAÇÕES NA FORMAÇÃO DOCENTE

  • Carla Rosa
  • Vanderlei Folmer
Rótulo Formação, Docente, Design, Thinking, Empatia, Colaboração, Pesquisa

Resumo

O campo científico tem se ocupado de questionar os problemas da educação e suas realidades na busca de respostas cada vez mais aprimoradas. Porém, estas nem sempre atendem à demanda e colaboram com a queixa do distanciamento entre a teoria e a prática. Neste sentido, o campo acadêmico tem buscado ferramentas que aproximem suas pesquisas das necessidades da educação. Este processo exige uma abordagem que consiga construir empatia e trabalho colaborativo na construção de soluções, em que a academia colabora com o saber científico e a escola com a aplicação e construção de resultados. Considerando estas questões, a abordagem do Design Thinking apresenta-se como uma possibilidade em potencial, pois seus pilares fundamentam-se na empatia, colaboração e experimentação. Sendo assim, o objetivo desta pesquisa é analisar as publicações referentes à aplicação do Design Thinking na formação docente e discutir seus resultados a partir de uma pesquisa sistemática. Utilizou-se o banco de dados do Google Acadêmico com os indexadores Design Thinking + Formação Docente, em publicações a partir de 2015, em português, sem incluir patentes e citações. Foram encontrados 104 resultados e apenas 4 contemplavam o critério principal: A aplicação do Design Thinking e suas implicações na formação docente. Dentre estas publicações temos uma tese de doutorado, duas dissertações de mestrado e um artigo apresentado em evento. Os principais resultados obtidos nas pesquisas foram: a) Mesmo quando não aplicado com o objetivo de formação docente, este colabora de maneira significativa na formação integral, desenvolvendo habilidades conceituais, atitudinais e procedimentais; b) Possibilita a construção de sugestões de ações; c) Destaca a importância da participação da gestão nos espaços formativos especialmente quando trata da solução de problemas; d) A aplicação do Design Thinking na formação continuada de professores proporciona e potencializa as reflexões e ações. A principal dificuldade apresentada é a demanda de tempo do desenvolvimento das etapas do Design Thinking e o tempo disponibilizado para a formação docente nas instituições. Em síntese, o Design Thinking é uma abordagem potencial pois instiga a participação ativa. Seu caráter reflexivo e avaliativo proporciona um aprofundamento na compreensão da realidade e dos fatores que interferem na qualidade do ensino. Desta maneira, as soluções deixam de ser vistas como fatores externos e passam a ser uma responsabilidade coletiva, desde o planejamento de atividades a mobilizações em busca da garantia de direitos. Fundamentalmente, o vínculo com a Universidade fortalece o aporte teórico trazendo maior credibilidade às soluções. Desta forma, há uma reaproximação entre a teoria e a prática, o que foi citado anteriormente como uma das dificuldades na construção de soluções para a educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-08-28
Como Citar
ROSA, C.; FOLMER, V. O DESIGN THINKING E SUAS IMPLICAÇÕES NA FORMAÇÃO DOCENTE. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 28 ago. 2020.