RELAÇÕES DOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL E EDUCAÇÃO DO CAMPO EM SUAS POLÍTICAS PÚBLICAS

  • Liane Rodrigues
  • Ana Carolina de Oliveira Salgueiro de Moura
Rótulo educação, ambiental, campo, políticas, públicas

Resumo

Este trabalho tem como objetivo identificar relações e aproximações dos princípios orientadores da Educação Ambiental e Educação do Campo por meio da análise de suas políticas públicas. Foram base dessa análise a Política Nacional de Educação Ambiental - PNEA (BRASIL, 1999), as Diretrizes Curriculares de Educação Ambiental - DCEA (BRASIL, 2012), as Diretrizes Operacionais para a Educação Básica nas Escolas do Campo - DOEB EDOC (BRASIL, 2002) e a Política de Educação do Campo - PEDOC (BRASIL, 2010) e a Resolução Nº 2 (BRASIL, 2008) que estabelece diretrizes complementares, normas e princípios para o desenvolvimento de políticas públicas de atendimento da Educação Básica do Campo. Uma das aproximações refere-se ao fato de que tais políticas públicas contemplam em suas orientações, ações específicas de valorização das culturas e saberes das comunidades tradicionais, assim denominadas nas políticas de Educação Ambiental e descritas nas políticas de Educação do Campo como: agricultores familiares, pescadores artesanais, ribeirinhos, quilombolas, caiçaras e indígenas, por exemplo. A PNEA traz como um de seus princípios que a abordagem da Educação Ambiental deve estar relacionada com questões ambientais locais, regionais, nacionais e globais. As DCEA apontam que o planejamento curricular que contemple a Educação Ambiental deve promover projetos [...] que valorizem o sentido de pertencimento dos seres humanos à natureza, a diversidade dos seres vivos, as diferentes culturas locais (BRASIL, 2012, p. 06). De maneira análoga a PEDOC traz como princípio a adequação dos projetos político-pedagógicos específicos ao contexto das escolas do campo, de maneira que estejam [...] direcionados para o desenvolvimento social, economicamente justo e ambientalmente sustentável (BRASIL, 2010, p. 02). Assim se a abordagem estiver relacionada a questões ambientais locais, também deve estar relacionada com o contexto e ao mesmo tempo fazer uma ligação com o global, com respeito à pluralidade e à diversidade individual e cultural. Da mesma forma as DCEA também aproximam-se das DOEB EDOC no momento em que trazem que as atividades devem contemplar a diversidade e a cultura local e devem se desenvolver em espaços onde os estudantes se identifiquem como integrantes da natureza, quer dizer que as atividades devem ter relação com o contexto que o estudante está vivendo, contexto esse que segundo as DOEB EDOC deve estar vinculado a realidade do estudante do campo, visando qualidade na prática educativa. Com essa análise compreendemos que a Educação Ambiental e a Educação do Campo buscam processos educativos que valorizem práticas de produção agroecológicas; que debatam sobre modos de vida sustentáveis; e que estejam pautados nas especificidades dos sujeitos participantes e na sua interdependência com o ambiente e cultura local e global de maneira justa e equilibrada.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-08-28
Como Citar
RODRIGUES, L.; CAROLINA DE OLIVEIRA SALGUEIRO DE MOURA, A. RELAÇÕES DOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL E EDUCAÇÃO DO CAMPO EM SUAS POLÍTICAS PÚBLICAS. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 28 ago. 2020.