PLATAFORMA KHAN ACADEMY: UMA PROPOSTA DIFERENCIADA PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA

  • Thamires de Matos
  • Thamires Sampaio
  • Fernanda Gabriela Morais Madruga Munhoz
  • Vinicius Amaro Ferreira da Silva
  • Milena Lima Pereira
  • Denice Aparecida Fontana Nisxota Menegais
Rótulo Khan, Academy, Tecnologias, Digitais, Ensino, Matemática

Resumo

Com o atual avança das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), o método de ensino tradicional torna-se obsoleto e desestimulante aos estudantes, assim fazendo-se necessária a inclusão de materiais digitais dentro da sala de aula. (ICARD, 2014) Tais propostas metodológicas, que utilizam-se da repetição e memorização como única forma de aprender matemática, não atendem mais a demanda do jovem estudante que está familiarizado com as TIC, visto que o sucesso está intrinsicamente relacionado a capacidade inovadora de solucionar problemas. Isso é fundamental, dado que, no mundo profissional contemporâneo ninguém lhe diz que fórmula usar (KHAN, 2013). Sob esse viés, foi proposta a ideia de utilizar na comunidade escolar da região de Bagé métodos inovadores de ensino da Matemática, unindo, assim, a tecnologia ao ambiente escolar. A proposta teve como objetivo integrar a plataforma Khan Academy a um grupo de estudantes do Ensino Fundamental, de uma escola estadual da cidade de Dom Pedrito/RS, com intuito de utilizá-la como ferramenta de estudo, bem como revisar os conteúdos para segunda fase da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas. Khan Academy é uma plataforma virtual sem fins lucrativos que tem o objetivo de fornecer conteúdo didático e acessível a qualquer pessoa em qualquer lugar. É composta por videoaulas, sobre os mais diversos conteúdos, incluindo exercícios e um software no qual os estudantes podem escolher um assunto, assistir às aulas e praticar as atividades de acordo com o próprio ritmo. A fim de possibilitar que os estudantes usufruam da plataforma plenamente, a atividade foi dividida em três etapas. Na primeira, foi apresentado os recursos disponíveis na plataforma Khan Academy. Na segunda etapa, os participantes foram orientados sobre a elaboração do seu perfil e suas inscrições no ambiente virtual. Após, iniciou-se o trabalho com a vivência dos estudantes, resolvendo os exercícios, os desafios, e assistindo às videoaulas recomendadas pela pesquisadora. Finalmente, no último momento, foi aplicado um questionário para verificar as opiniões dos estudantes a respeito da utilização da plataforma. Com base na análise do questionário, observou-se que a maioria dos estudantes demonstrou amplo interesse na utilização contínua da plataforma, assim como melhor desempenho após o uso. Considerando a grande aceitabilidade da plataforma dentro de sala de aula e a notória melhora na aprendizagem dos conteúdos abordados, evidencia-se o fato da tecnologia estar ligada ao aumento do interesse dos estudantes no conteúdo programado para o ensino, além de terem apresentado melhor rendimento dentro de sala de aula e disposição para com as tarefas propostas. Referências: KHAN, S. Um mundo, uma escola: a educação reinventada. Tradução George Schlesinger. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2013. ICARD, B. Educational technology best practices. International Journal of Instructional Technology and Distance Learning, v. 11, n. 3, p. 37-41, 2014.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-08-28
Como Citar
DE MATOS, T.; SAMPAIO, T.; GABRIELA MORAIS MADRUGA MUNHOZ, F.; AMARO FERREIRA DA SILVA, V.; LIMA PEREIRA, M.; APARECIDA FONTANA NISXOTA MENEGAIS, D. PLATAFORMA KHAN ACADEMY: UMA PROPOSTA DIFERENCIADA PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 28 ago. 2020.