AVALIAÇÃO DO COMPORTAMENTO DE AGREGAÇÃO ENTRE O DODECILSULFATO DE SÓDIO E A GOMA XANTANA

  • Oswaldo Brancallion
  • Andreia Maria Sousa Freitas
  • Júlia Rodrigues Freitas
  • Caroline Raquel Bender
  • Augusto Gonzaga Oliveira de Freitas
Rótulo Goma, xantana, Polímero, Agregação

Resumo

Misturas de polímeros e surfactantes são uma nova classe de materiais utilizados para aumentar a eficiência de processos de recuperação de óleo pelo aumento da viscosidade da fase aquosa e redução da tensão interfacial água/óleo. Além disso, o design de propriedades desejadas de soluções poliméricas pode ser alcançado pela adição de surfactante. Esses sistemas são de grande interesse em ciência de coloides, uma vez que essas misturas podem ser aplicadas em produtos tecnológicos como cosméticos, formulações farmacêuticas e aditivos de alimentos(ZIEMBOWICZ et al., 2017). Entretanto, o maior desafio da pesquisa nesta área, está relacionado a falta de entendimento relacionado a organização supramolecular do sistema surfactante-polímero em solução. Em vista disso, o objetivo deste trabalho consiste em avaliar as propriedades de agregação em solução aquosa do surfactante dodecilsulfato de sódio (SDS) e comparar com o processo de agregação na presença do polímero goma xantana, muito utilizado como aditivo na indústria de alimentos. O método utilizado para avaliar o comportamento de agregação do SDS e o sistema SDS-Xantana se deu por condutividade com temperatura controlada a 25 °C(FRIZZO, Clarissa P. et al., 2018). A partir das curvas experimentais, foram obtidos dados de concentração de micelização crítica (cmc) e a proporção de íons livres em solução (α). A partir dos valores de cmc, a Energia Livre de Gibbs do processo de agregação(〖ΔG〗_a^0) foi obtida(ZANA, 1996). A cmc representa a concentração a partir da qual as micelas começam a ser formadas e pode ser detectada pela mudança na inclinação da isoterma que relaciona a condutividde versus a concentração do surfactante. A curva do SDS em água mostrou apenas uma mudança de inclinação, indicando a formação de micelas livres (cmc) em solução. O valor de cmc encontrado está em concordância com os valores da literatura(MODOLON et al., 2009). Para o SDS na presença de xantana(0,01, 0,05 e 0,10 g L-1), os perfis de condutividade apresentaram vários pontos de mudança de inclinação que são consequência das interações entre o polímero e surfactante. Esses pontos de mudança na variação da isoterma estão relacionados às concentrações críticas C1, C2, CS, Cm que representam a concentração crítica de início de interações cooperativas, concentração crítica de precipitação, concentração crítica de saturação do polímero e concentração crítica de micelização do SDS em solução de polímero, respectivamente. Valores negativos de〖ΔG〗_a^0 indicaramque o processo de agregação do sistema SDS-xantana é espontâneo. Além disso, observou-se que a agregação entre os componentes é favorecida com o aumento da concentração de SDS.A partir dos dados, foi possível concluir que a goma xantana possui habilidade de interação com o SDS e que este pode ser utilizado para modular as interações intermoleculares e, consequentemente, o processo de agregação dos polímeros em diferentes concentrações.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-08-28
Como Citar
BRANCALLION, O.; MARIA SOUSA FREITAS, A.; RODRIGUES FREITAS, J.; RAQUEL BENDER, C.; GONZAGA OLIVEIRA DE FREITAS, A. AVALIAÇÃO DO COMPORTAMENTO DE AGREGAÇÃO ENTRE O DODECILSULFATO DE SÓDIO E A GOMA XANTANA. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 28 ago. 2020.