AVALIAÇÃO DA COMPOSIÇÃO CORPORAL E DO CONSUMO ALIMENTAR DE PRATICANTES DE ATIVIDADES FÍSICAS DE ACADEMIA

  • Priscila Almeida
  • Daiane dos Santos Mattos
  • Karine Matos dos Santos
  • Leandro Cattelan Souza
  • Marina Prigol
Rótulo Suplementação, exercícios, físicos, nutrição, esportiva, musculação, recursos, ergogênicos

Resumo

O número de pessoas engajadas em atividades físicas de academias tem aumentado nos últimos anos, porém, nem sempre o programa de exercícios físicos vem acompanhado de uma orientação nutricional. Portanto, o objetivo do presente estudo foi avaliar a composição corporal e analisar o consumo alimentar e o uso de recursos ergogênicos nutricionais e farmacológicos utilizados por praticantes de atividade física de academias na cidade de Itaqui-RS. Trata-se de um estudo do tipo transversal, descritivo e com abordagem quanti-qualitativa, realizado com 29 alunos entre 18 e 59 anos de idade, onde foi aplicado um questionário para avaliar o uso de recursos ergogênicos e farmacológicos, um recordatório alimentar para fazer análise do consumo alimentar e uma avaliação da composição corporal, através do método de dobras cutâneas. De acordo com os resultados, foi observado que o percentual de gordura dos homens estava com valor de 14,75% (±3,6) e o das mulheres de 12,58% (±4,9), sendo que ambos os gêneros apresentaram gordura corporal abaixo da média da idade. A média da ingestão de calorias ficou abaixo das necessidades diárias recomendadas, os homens ingeriram 1835,48 ± 298,9 e as mulheres 1704,81 ± 299,1 kcal. Quanto aos percentuais relativos aos valores diários recomendados, os resultados mostraram que o consumo de carboidratos foi de 43,40% (±11,3) nos homens e 49,91% (±13,1) nas mulheres, as proteínas corresponderam a 26% nos (±8,3) homens e 21,03 % (±4,2) nas mulheres, e os lipídios 33,48% (±7,4) nos homens e 29,70% (±10,7) nas mulheres. O presente estudo mostrou que ambos os gêneros apresentaram inadequação do consumo, onde os carboidratos ficaram abaixo do recomendado para indivíduos fisicamente ativos. Somente os homens apresentaram lipídios acima do recomendado. Todos participantes faziam ingestão de fibras abaixo da recomendação. No que se refere aos micronutrientes, os homens apresentaram consumo de vitamina C abaixo do valor recomendado. Quanto ao uso de recursos ergogênicos, 45% dos entrevistados relataram fazer o uso de algum tipo de suplemento e 6% responderam que faziam uso de esteroides anabolizantes. Em conjunto, os resultados do presente estudo mostraram que embora boa parte dos praticantes fizessem uso de suplementação alimentar, o consumo de nutrientes estava abaixo do recomendado. Conclui-se que é necessário orientar os participantes quanto à alimentação e é essencial a presença do nutricionista nas academias para adequar os hábitos alimentares e orientar sobre a importância do consumo adequado de nutrientes e evitar o uso inadvertido de suplementos alimentares e substâncias farmacológicas que podem trazer prejuízos para a saúde dos indivíduos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-08-28
Como Citar
ALMEIDA, P.; DOS SANTOS MATTOS, D.; MATOS DOS SANTOS, K.; CATTELAN SOUZA, L.; PRIGOL, M. AVALIAÇÃO DA COMPOSIÇÃO CORPORAL E DO CONSUMO ALIMENTAR DE PRATICANTES DE ATIVIDADES FÍSICAS DE ACADEMIA. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 28 ago. 2020.