CONSUMO E CONHECIMENTO ALIMENTAR DE PRATICANTES DE EXERCÍCIO FÍSICO EM UMA CIDADE DO RS

  • Nassera Salamech
  • Camila Gabrielle Castro da Silva
  • Renata Machado Sommer
  • Fabiana Copês Cesario
Rótulo 1, Alimentação, 2, Conhecimento, 3, Consumo, alimentar

Resumo

O consumo alimentar adequado em quantidade, qualidade e nutrientes, associada à prática de exercício físico, proporciona uma melhora na qualidade de vida do ser humano, auxiliando na movimentação do corpo, melhora o rendimento e na potencialização do efeito dos exercícios. O presente estudo teve como objetivo avaliar o consumo alimentar e o conhecimento sobre a alimentação por praticantes de exercício físico em academias em uma cidade no interior do RS. O trabalho foi submetido e aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Pampa. Tratou-se de um estudo transversal, com análise descritiva e quantitativa, realizado em três academias localizadas no município de Uruguaiana-RS. Ao total 43 indivíduos participaram da pesquisa, eram ambos os sexos, com faixa etária entre 18 e 54 anos. A coleta de dados se deu através de questionário, com perguntas relacionadas ao conhecimento sobre alimentação, prática de exercício físico e consumo alimentar. Ademais sobre uma alimentação saudável e a importância que a alimentação adequada possui na prática de exercício físico, além disso, foi averiguado se o indivíduo já teria recebido orientação nutricional sobre alimentação adequada e qual deveria ser o macronutriente de maior consumo diário. Utilizou-se o inquérito alimentar recordatório 24 horas para avaliação do consumo alimentar. Para avaliação do estado nutricional foram utilizados dados antropométricos (peso e altura) segundo a Organização Mundial da Saúde e tendo como critérios de classificação o IMC para adultos. Encontrou-se em ambos os sexos, o consumo de carboidratos abaixo da recomendação diária (65,1%), já para as proteínas, a maioria dos praticantes estava com consumo adequado (97,7%), à maioria dos indivíduos consumia quantidades adequadas de lipídios, mas observou-se que (23,2%) consumia dieta hiperlipídica. Além disso, mais da metade dos participantes assinalou a proteína como sendo o macronutriente que deve ser mais consumido no dia, seguido dos carboidratos. Apesar dos praticantes acreditarem que a proteína é o macronutriente de maior consumo diário, após analisar o recordatório alimentar 24 horas, foi visto que a grande maioria possuía o carboidrato como base de sua dieta. Consequentemente o consumo hiperlipídico, vem a ser um resultado preocupante, uma vez que o consumo elevado desse nutriente está fortemente relacionado ao desenvolvimento de doenças crônicas na população. Conclui-se que a nutrição esportiva e alimentação saudável tem sido temática de grande interesse entre as pessoas, uma vez que a adoção da alimentação adequada e equilibrada pode atender as necessidades individuais e melhorar o estado geral de saúde, porém identifica-se uma inadequação de conhecimento e consumo alimentar. Dessa forma, reforça-se a importância de um profissional nutricionista na assistência à praticantes de exercício físico, para garantir a qualidade alimentar e o alcance dos objetivos desejados.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-08-28
Como Citar
SALAMECH, N.; GABRIELLE CASTRO DA SILVA, C.; MACHADO SOMMER, R.; COPÊS CESARIO, F. CONSUMO E CONHECIMENTO ALIMENTAR DE PRATICANTES DE EXERCÍCIO FÍSICO EM UMA CIDADE DO RS. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 28 ago. 2020.