ABORDAGENS À APRENDIZAGEM: LEVANTAMENTO BIBLIOGRÁFICO NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO MÉDICA E DO ENSINO DA FISIOLOGIA

  • Clara Miranda
  • Maria Clara Ferreira Machado
  • Lincoln Sona
  • Lidiane Dal Bosco
Rótulo Abordagens, à, aprendizagem, Educação, médica, Ensino, fisiologia, Metodologias, ativas

Resumo

Nos últimos anos, observou-se a implementação de metodologias ativas de ensino no contexto dos cursos de medicina. Dentre essas, destaca-se a Aprendizagem Baseada em Problemas (PBL, do inglês Problem Based Learning) que, promove o estímulo à aprendizagem através do estudo autodirigido pelos estudantes (DOLMANS et al., 2010). Há anos, pesquisadores buscam analisar as abordagens à aprendizagem adotadas por estudantes inseridos neste método. Segundo Biggs (1987), o principal fator diferenciador dos resultados de aprendizagem não seria a capacidade de cognição, mas a utilização de diferentes abordagens à aprendizagem, que podem ser classificadas como superficiais, profundas e estratégicas. Em cada uma delas, verifica-se a postura do estudante frente à busca pelo conhecimento, podendo ser a de mínimo esforço, ou em profundidade (BARROS et al., 2014). Outra potencialidade do PBL é a interdisciplinaridade, através da articulação do conhecimento das ciências básicas, como a fisiologia, aplicado à um contexto de problemas clínicos (ABRAHAM et al., 2006). A partir desse cenário, foi realizado este levantamento bibliográfico, com objetivo de analisar os estudos que correlacionam abordagens à aprendizagem ao PBL, à educação médica e ao ensino de fisiologia. Para isso, foi realizada uma busca sistemática nos bancos de dados Scielo e ERIC com a utilização de critérios de inclusão: artigo original ou de revisão; publicados entre 2009-2019; e desenvolvidos no ensino superior. Ademais, as expressões de busca partiram dos termos learning approaches, learning styles e learning preferences acompanhados de medical education, physiology e problem-based learning, através dos operadores booleanos AND e OR. Esse levantamento resultou em 22 artigos que, a partir da leitura dos resumos, atenderam aos critérios da pesquisa. Após a leitura dos textos completos, verificou-se que somente 8 artigos se detiveram na análise das abordagens à aprendizagem nos contextos de ensino que se busca investigar nesta revisão. Desses estudos, 4 foram publicados nos anos 2017-2018, o que demonstra o interesse dos pesquisadores atuais em se aprofundar no âmbito do ensino. Ademais, todos os 8 artigos mensuraram as abordagens à aprendizagem através de questionários projetados para identificar essas diferenças individuais em estudantes do ensino superior. Entre eles, em 50% foi usado o questionário R-SPQ-2F (BIGGS, 2001), e nos demais o inventário ASSIST (ENTWISTLE, 1993), demonstrando que são uma valiosa ferramenta de pesquisa para a avaliação do processo de ensino-aprendizagem. Outrossim, essas descobertas oferecem aos estudantes e professores informações sobre abordagens predominantes de aprendizagem. Isso permite monitorar mudanças ao longo do tempo e propor estratégias que busquem melhorar o aprendizado, o que evidencia a relevância dessa investigação ao oferecer subsídios a pesquisas futuras no contexto do ensino.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-08-28
Como Citar
MIRANDA, C.; CLARA FERREIRA MACHADO, M.; SONA, L.; DAL BOSCO, L. ABORDAGENS À APRENDIZAGEM: LEVANTAMENTO BIBLIOGRÁFICO NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO MÉDICA E DO ENSINO DA FISIOLOGIA. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 28 ago. 2020.