ENVOLVIMENTO DA ACETILCOLINESTERASE NA ISQUEMIA E REPERFUSÃO CEREBRAL EM RATOS TRATADOS COM NANOCÁPSULA DE MELOXICAM

  • Mohammad Mustafa
  • Sandra Haas
  • Daniel Roos
  • Eduarda Monteiro Fidelis
  • Thais Von Frieling
  • Simone Pinton
Rótulo Acetilcolinesterase, Meloxicam, Nanocápsula, Isquemia, Reperfusão

Resumo

i) introdução: A isquemia é a perda do suprimento sanguíneo por redução do fluxo arterial de um tecido, em que há comprometimento da oferta de substratos metabólicos. A reperfusão é o restabelecimento do fluxo sanguíneo após um período de isquemia. Dentre os efeitos deletérios da isquemia e reperfusão cerebral (I/R) o estresse oxidativo, a inflamação e a neurodegeneração estão envolvidas. Dependendo do tempo de isquemia e do momento da reperfusão, podem haver alterações bioquímicas até a necrose celular. O estresse oxidativo decorre de um desiquilíbrio entre a produção de compostos oxidantes e a atuação dos sistemas de defesa antioxidante. As nanocápsulas carreadoras de fármacos que podem facilitar a penetração em diversos tecidos melhorando a biodisponibilidade e distribuição dos compostos nanoencapsulados, neste sentido ela tem sido empregada como uma formulação com bons resultados; ii) hipótese(s): Recentes estudos têm demonstrado os efeitos neuroprotetores de nanocápsulas poliméricas (NCP) de meloxicam (MLX), um anti-inflamatório não-esteroidal (IANISKY et al., 2012); iii) objetivo(s): Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito protetor das NCP+MLX sobre o estresse oxidativo e AChE pós episódio de I/R em homogenato de cérebro total de ratos. Foram utilizados ratos Wistar (250-300g, 60 dias de idade) divididos em cinco grupos: SHAM, I/R, I/R+NCP-MLX, SHAM+NCP-MLX e I/R+ MLX (em óleo); iv) material e métodos: No dia 1, a isquemia foi induzida cirurgicamente com oclusão das artérias carótidas, por 20 minutos, quando o fluxo sanguíneo foi restabelecido 48 horas após a cirurgia (Dia 3), iniciou-se os tratados com uma dose oral diária de 2,5mg/kg de NCP-MLX ou MLX ou veículo (NCP vazia), durante 5 dias. No dia 8 os animais foram eutanasiados e o cérebro retirado para determinação da atividade da AChE (CEUA, nº 003/2018); v) resultados e discussão: A I/R aumentou a atividade da AChE em relação ao grupo SHAM (P=0,0465) e os tratamentos com as NCP-MLX e com o MLX diminuíram a atividade da AChE, uma vez que a atividade da AChE nos grupos I/R+NCP-MLX (P=0,0033) e I/R+MLX (P=0,0028) foram significativamente diferentes do grupo I/R; vi) conclusão: O aumento na atividade da AChE no grupo I/R é um reflexo prejudicial da I/R na neurotransmissão colinérgica, , este aumento modula os níveis de receptores muscarínicos e nicotínicos no cérebro, exacerbando a lesão neuronal mediada por citocinas. (RAY et al., 2014). Logo, podemos inferir que as NCP+MLX, assim como o MLX dissolvido em óleo, tem papel modelador dos níveis de acetilcolina na fenda sináptica, podendo assim, exercer um papel protetor das lesões induzidas pela I/R.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-08-28
Como Citar
MUSTAFA, M.; HAAS, S.; ROOS, D.; MONTEIRO FIDELIS, E.; VON FRIELING, T.; PINTON, S. ENVOLVIMENTO DA ACETILCOLINESTERASE NA ISQUEMIA E REPERFUSÃO CEREBRAL EM RATOS TRATADOS COM NANOCÁPSULA DE MELOXICAM. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 28 ago. 2020.