ESTUDO FENOLÓGICO DE ANGIOSPERMAS DO BIOMA PAMPA

  • Cassiano Rodrigues
  • Mireli Fiorenza
  • Lilian Pedroso Maggio
  • Angelo Alberto Schneider
Rótulo Dispersão, sementes, Fenologia, Flora, campestre, Floração

Resumo

A fenologia é uma ferramenta que auxilia na compreensão do período de algum processo vegetal e seu surgimento temporal no decorrer dos meses, sobretudo com associação ao clima e temperatura do ambiente, um exemplo comprovado é a floração e dispersão de sementes. Os estudos fenológicos promovem o conhecimento e colaboram na conservação das espécies, assim evitando a extinção de plantas nativas. Objetivou-se com o presente estudo determinar o desenvolvimento fenológico de espécies de angiospermas campestres, com o intuito de identificar os períodos de floração, frutificação e dispersão de sementes. O estudo foi realizado no Centro de Pesquisa Anacreonte Ávila de Araújo DDPA Forrageiras, no município de São Gabriel, RS. O acompanhamento fenológico foi realizado de maneira qualitativa durante o período de novembro de 2016 a outubro de 2017. As avaliações foram realizadas quinzenalmente utilizando o método de caminhamento modificado com a observação de três indivíduos de cada espécie. Foram avaliadas 71 espécies distribuídas em 23 famílias. A família mais representativa foi Asteraceae, seguida pelas famílias Poaceae e Fabaceae. Os resultados obtidos neste trabalho apresentaram fenofases reprodutivas (floração, fruto maduro e dispersão) predominantemente nas estações da primavera e verão, mas também, uma grande quantidade no outono, o mês de julho foi o único que não apresentou nenhuma fenofase reprodutiva. A maior proporção de espécies em floração foi observada nos meses de janeiro a junho e de agosto a dezembro, tendo fevereiro o maior pico de floração e julho, o menor, sem nenhuma espécie. A fenofase de frutificação foi observada de janeiro a junho e setembro a dezembro, ocorrendo seu pico em janeiro. Os meses de julho e agosto não apresentaram frutificação. Na maioria das espécies, esta fenofase apresentou padrão sobreposto à floração, onde também iniciou-se em novembro, período do ano que as temperaturas começam a se elevar. As espécies estudadas apresentaram a fase de dispersão de sementes distribuídas de janeiro a junho e de setembro a dezembro. O maior registro de dispersão foi no mês de abril. Nos meses de julho e agosto não foi registrada esta fase. Foi observado um maior número de espécies em fenofases reprodutivas em períodos com temperaturas mais elevadas, assim como nos meses de baixas temperaturas, junho e julho, observou-se um declínio das mesmas. Pelos padrões fenológicos estudados, o período indicado para a coleta de sementes são os meses de setembro a junho, abrangendo as estações da primavera, verão e no outono, pois é o momento de frutificação e significativa dispersão para a maioria das espécies analisadas do Bioma Pampa.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-08-28
Como Citar
RODRIGUES, C.; FIORENZA, M.; PEDROSO MAGGIO, L.; ALBERTO SCHNEIDER, A. ESTUDO FENOLÓGICO DE ANGIOSPERMAS DO BIOMA PAMPA. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 28 ago. 2020.