NOVO REGISTRO DE CALLIPHLOX AMETHYSTINA EXPANDE A DISTRIBUIÇÃO DA ESPÉCIE NO RIO GRANDE DO SUL

  • Luciano Marques
  • Luciano Lopes Marques
  • Vitor Oliveira de Rosso
  • Carlos Benhur Kasper
Rótulo Aves, Trochilidae, expansão, distribuição, geográfica, Pampa

Resumo

As aves da família Trochilidae, popularmente conhecidas como beija-flores, distribuem-se pelas Américas desde o Alasca à Terra do Fogo. Quase exclusivamente nectarívoros, os beija-flores habitam todo tipo de ambiente, desde regiões áridas e campos abertos até áreas pantanosas e florestas, e até mesmo áreas urbanizadas. Dentre as cerca de 320 espécies de beija-flores, o estrelinha-ametista (Calliphlox amethystina) destaca-se pelo seu diminuto tamanho, com os machos medindo cerca de 8,6 cm de comprimento e as fêmeas em torno de 7,5 cm. Esta espécie ocorre das Guianas e Venezuela ao Paraguai e Argentina, incluindo todas as regiões do Brasil. No Rio Grande do Sul os registros concentram-se na região da serra e nos municípios de Pelotas e Morro Redondo, sudeste do estado. O presente trabalho objetiva descrever um novo registro da espécie em território gaúcho. Em fevereiro de 2019 uma fêmea de C. amethystina foi observada e fotografada na área urbana do município de São Gabriel, na campanha gaúcha. A ave visitou e se alimentou em um bebedouro artificial durante cinco dias. Esse registro expande a área de ocorrência de C. amethystina para o oeste do Pampa gaúcho, sendo este a primeira documentação da espécie em região dominada por formações campestres e arbustivas, típicas da Savana Uruguaia. Embora este seja um registro importante, faz-se necessário estudos mais específicos enfocando o grupo dos beija-flores, para uma maior compreensão da distribuição geográfica e possíveis movimentos migratórios de C.amethystina e outras espécies da família Trochilidae.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-08-28
Como Citar
MARQUES, L.; LOPES MARQUES, L.; OLIVEIRA DE ROSSO, V.; BENHUR KASPER, C. NOVO REGISTRO DE CALLIPHLOX AMETHYSTINA EXPANDE A DISTRIBUIÇÃO DA ESPÉCIE NO RIO GRANDE DO SUL. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 28 ago. 2020.