EFEITO DO LODO DE ESGOTO NA PRODUÇÃO E QUALIDADE DE MUDAS DE HOVENIA DULCIS THUNBERG

  • Etienne Feliciani
  • Ana Caroline Machado Gonçalves
  • Henrique Souto Melo
  • Amanda Oliveira Travesssas
  • Alexandra Augusti Boligon
  • Silvane Vestena
Rótulo Biossólido, Crescimento, Rhamnaceae

Resumo

Um dos fatores fundamentais para a produção de mudas florestais de qualidade é a formulação de substratos. A utilização de resíduos orgânicos urbanos na composição de substratos é uma alternativa que pode ser viável na produção de mudas, como é o caso do esgoto urbano, cujo material é composto basicamente de matéria orgânica. Este resíduo pode ser usado como condicionador das propriedades físicas, químicas e biológicas do solo, considerando seu teor de matéria orgânica e nutriente. O presente trabalho teve como objetivo investigar a viabilidade do lodo de esgoto como substrato na produção e qualidade de mudas de uva-do-japão (Hovenia dulcis Thunberg). O estudo foi desenvolvido em estufa plástica na Universidade Federal do Pampa Campus São Gabriel. Os tratamentos foram compostos por diferentes composições de substrato contendo lodo de esgoto ao composto orgânico: T1 (50% substrato comercial Plantmax® + 50% cama de equino (composto orgânico)), T2 (20% lodo de esgoto + 80% composto orgânico), T3 (40% lodo de esgoto + 60% composto orgânico) e T4 (60% lodo de esgoto + 40% composto orgânico). O experimento foi arranjado no delineamento inteiramente casualizado, composto por quatro tratamentos (T1, T2, T3 e T4) com seis repetições para cada tratamento e 30 réplicas cada. Os dados foram submetidos à análise de variância e, quando significativos pelo teste F, as médias foram comparadas pelo teste Tukey ao nível de 1% de probabilidade. Depois de 180 dias da semeadura, foi calculado a porcentagem de emergência e as características biométricas, como: altura da parte aérea, comprimento do sistema radicular, diâmetro do coleto, número de folhas, massas fresca e seca da parte aérea, do sistema radicular e total e, calculado o Índice de Qualidade de Dickson. O uso do substrato comercial associado à cama de equino (composto orgânico) apresentou a menor média para a maioria das características avaliadas. Nos tratamentos formulados com lodo de esgoto associado ao composto orgânico, verificaram-se os melhores resultados para as características morfológicas avaliadas (número de folhas, altura e diâmetro do colo das mudas) e para biomassa, sendo que o tratamento 4 (60% lodo de esgoto + 40% composto orgânico) foi o que apresentou os melhores resultados para a produção de mudas desta espécie, sendo este tratamento recomendado para utilização no cultivo de uva-do-japão. A reutilização de resíduos tem um aspecto ambientalmente correto, pois se descartado inadequadamente constitui em um problema ambiental. Assim, só o fato da retirada de um resíduo poluente do ambiente e a transformação deste em insumo à produção de mudas florestais nativas e/ou exóticas já é um processo adequado.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-08-28
Como Citar
FELICIANI, E.; CAROLINE MACHADO GONÇALVES, A.; SOUTO MELO, H.; OLIVEIRA TRAVESSSAS, A.; AUGUSTI BOLIGON, A.; VESTENA, S. EFEITO DO LODO DE ESGOTO NA PRODUÇÃO E QUALIDADE DE MUDAS DE HOVENIA DULCIS THUNBERG. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 28 ago. 2020.