EFEITO DE DIFERENTES DOSES COMBINADAS DE GESSO AGRÍCOLA E CALCÁRIO SOB A PRODUTIVIDADE DE MILHO

  • Samara Beier
  • Samara Pedroso Beier
  • Antônio Augusto Marquez Batista
  • Vinicio José Bordignon
  • Douglas Dalla Nora
Rótulo dosagem, gesso, calcário, produtividade

Resumo

Os solos do Rio Grande do Sul são naturalmente ácidos, sendo este um dos maiores empecilhos para o desenvolvimento do sistema radicular das plantas cultivadas, podendo resultar em prejuízos econômicos aos produtores rurais. A correção da acidez em solos manejados sob sistema de plantio direto é realizada com aplicação na superfície do solo, de corretivos com dose reduzida e parcelada ao longo do tempo. Como nesse sistema não há revolvimento de solo, há formação de uma superfície quimicamente enriquecida, tornando-se necessário a utilização gesso para neutralização da acidez em subsuperfície do solo. Pela sua rápida solubilização, aliada a calagem proporcionam um rápido incremento dos teores de Ca2+ e Mg2+ e redução da atividade do Al3+ as camadas mais profundas do perfil passam a apresentar mais condições para aprofundar seu sistema radicular, garantindo maior aproveitamento da água armazenada no solo, refletindo na produtividade das culturas, principalmente em condições de déficit hídrico de curta duração. O estudo buscou avaliar o efeito de diferentes doses de Gesso Agrícola combinadas com Calcário sob a produtividade de milho em Sistema Plantio Direto. O experimento é conduzido desde agosto de 2013, no Instituto Federal Farroupilha Campus Alegrete, sob um Argissolo Vermelho Distrófico típico. O delineamento experimental é de blocos ao acaso, com três repetições, submetidos a aplicação de 10 tratamentos, os quais foram aplicados em agosto de 2013 com doses de calcário + gesso e somente gesso. Nos tratamentos com a aplicação de gesso as doses foram de 0; 0,5; 1,0; 2,0 e 4,0 t de gesso ha-1, enquanto nos tratamentos com aplicação de calcário + gesso as doses de gesso foram idênticas as descritas anteriormente, com a adição de 2 t de calcário ha-1 . Além disso, a produtividade foi obtida da safra 2017/2018 de milho a partir da coleta de 5 metros lineares de cada tratamento, após foi obtido o peso da amostra com correção para 13% de umidade expressa em t/ha. Apesar da utilização de diferentes doses de gesso em combinação com calcário, a produtividade de milho em kg/ha não apresentou diferença estatística significativa entre si independente do tratamento adotado segundo o Teste F a 5% de probabilidade. Contudo, o tratamento de 2t calcário + 4t gesso apresentou maior produtividade comparado aos demais devido a maneira que o enxofre (SO-24) reage com o Al3+, tornando-se menos tóxica para as plantas na forma de ALSO+. Além disso, a produção do tratamento Testemunha foi maior que alguns tratamentos devido a saturação por cálcio resultando na produção inferior ao tratamento Testemunha. Após este estudo é possível concluir que a combinação de gesso com calcário apresenta grande influencia sobre a produtividade, pois ao proporcionar um ambiente menos ácido, é possível aumentar a camada de solo explorada pelas raízes, melhorando a absorção de nutrientes e água pelas plantas principalmente em períodos de déficit hídrico.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-08-28
Como Citar
BEIER, S.; PEDROSO BEIER, S.; AUGUSTO MARQUEZ BATISTA, A.; JOSÉ BORDIGNON, V.; DALLA NORA, D. EFEITO DE DIFERENTES DOSES COMBINADAS DE GESSO AGRÍCOLA E CALCÁRIO SOB A PRODUTIVIDADE DE MILHO. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 11, n. 2, 28 ago. 2020.