A MIRAGEM DE UM OÁSIS: A PRIMAVERA ÁRABE NO IRAQUE

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Yesa Portela Ormond

Resumo

O presente artigo busca analisar a conjuntura na qual o Estado iraquiano esteve inserido nos últimos anos, bem como a dinâmica da Primavera Árabe que permeou as manifestações que tiveram lugar em 2011. Parte-se da premissa que a ineficácia da Primavera Árabe no Iraque se deve a eventos precedentes que contribuíram para instabilidade do Estado e de sua sociedade, quais sejam: a intervenção estadunidense e a profunda segmentação social delineada no início do século XX. Por isso, acredita-se que a Primavera iraquiana de 2011, apesar de empreender demandas relevantes, não foi plenamente exitosa e não realizou todo seu potencial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
PORTELA ORMOND, Y. A MIRAGEM DE UM OÁSIS: . GAE-OMAM-Grupo de Análise Estratégica—Oriente Médio e África Muçulmana, v. 1, n. 1, 12 nov. 2016.
Seção
Artigos